Caso Gabriella: Familiares fazem manifestação em homenagem à jovem

Atualizado

Familiares e amigos de Gabriella Custódio Silva, morta pelo companheiro com um tiro no peito, realizaram uma manifestação em homenagem à jovem neste sábado (10), no bairro Praia Grande, em Penha. Cerca de 150 pessoas participaram do ato.

Mais de 150 pessoas participaram da manifestação em Penha – Reprodução/Facebook

O clima foi marcado pela tristeza e revolta dos participantes em relação ao destino da jovem. Como forma de pedir paz e serenidade à família de Gabriella, ao fim da caminhada, barquinhos de papel foram colocados no mar.

De acordo com o pai da vítima, Marcelo Marciano Silva, novas ações do tipo ainda serão realizadas para que o suspeito de ter cometido o crime não saia impune.

Leonardo Natan Chaves Martins, namorado de Gabriella, confessou ter sido o autor do disparo que matou a jovem. Ele foi preso na última sexta-feira (9) e segue detido no Presídio Regional de Joinville.

“Que a justiça continue e ele não seja solto. Tudo comprova que ele matou a minha filha, e por isso ele deve continuar na cadeia”, contou Marcelo, emocionado.

Participantes levaram cartazes pedindo justiça pela morte da jovem – Reprodução/Facebook

O crime aconteceu no dia 23 de julho, no distrito de Pirabeiraba, em Joinville. Segundo Leonardo, o tiro teria sido acidental, enquanto ele mostrava a arma para a vítima.

Com o fim do inquérito, Leonardo foi indiciado pelo crime de feminicídio. O pai do suspeito, que era o dono da arma, também vai responder pelo crime de posse ilegal de armas.

Leia também:

Geral