Caso Gabriella: Polícia conclui inquérito e pede prisão preventiva de namorado

O inquérito sobre o assassinato de Gabriella Custódio da Silva, morta pelo companheiro com um tiro no peito em julho deste ano, em Joinville, foi concluído e encaminhado ao Ministério Público.

O pedido de prisão preventiva de Leonardo Natan Chaves Martins também foi solicitado pela Policia Civil e deve ser cumprido ainda nesta sexta-feira (9).

Leonardo, companheiro de Gabriella, é o principal suspeito do crime – Facebook

As informações são extraoficiais e foram coletadas pela equipe de reportagem da RICTV. O ND+ entrou em contato com os delegados responsáveis pelo caso, que não confirmaram as informações, mas também não desmentiram.

O crime aconteceu no dia 23 de julho, na casa onde moravam os pais de Leonardo, no Distrito de Pirabeiraba. Ele alegou à polícia que o tiro foi acidental e que aconteceu enquanto ele mostrava a arma para Gabriella.

A jovem chegou a ser levada ao Hospital Bethesda pelo companheiro, mas já estava sem vida. A Delegacia de Homicídios trabalha com a hipótese de feminicídio.

Leia também:

Polícia