Caso Helloyse: morte da mãe da bebê assassinada ainda é mistério

Atualizado

A Polícia ainda apura o assassinato violento de Maria Helena da Silva Francisco Neta, nesta quarta-feira (25), em pleno Natal. Ela era mãe da pequena Helloyse Gabriella Francisco, morta na última sexta-feira (20), por asfixia. Os dois crimes ocorreram no bairro Ulysses Guimarães, em Joinville.

Maria Helena foi morta com seis tiros, de acordo com relatos, disparados por um motociclista. Ela estava no quintal de casa e morreu na hora, atingida no abdômen, peito e quadril. O crime ocorreu no início da noite desta quarta-feira.

Mãe da bebê foi morta no bairro Ulysses Guimarães – Foto: Ricardo Alves/NDTV

Perícia

A Polícia foi acionada por volta das 19h. No entanto, a equipe da Delegacia de Homicídios e o IGP (Instituto Geral de Perícias) também estiveram no local. Mas até o fechamento desta matéria ainda não se sabia nada sobre suspeitos ou a motivação do crime.

Willian Kondlascht de Morais, acusado de matar a bebê Helloyse e tentar simular um afogamento, no entanto, está preso no Presídio Regional de Joinville. Confira todos os fatos dessa tragédia abaixo:

Polícia