Casos de infecção do Zika por relação sexual são analisados nos EUA

Dois dos casos são de mulheres, em que apenas os parceiros viajaram para países afetados pela epidemia da doença

As autoridades sanitárias dos Estados Unidos informaram nesta quarta-feira (23) que estão investigando 14 casos de infecção de vírus Zika no país que podem ter sido transmitidos por via sexual. Dois dos casos são de mulheres cuja infecção foi confirmada e que não viajaram para países afetados pela epidemia da doença.

Divulgação/ EBC

A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que a epidemia poderá afetar entre 3 milhões e  4 milhões de pessoas no continente americano.

De acordo com o Centro de Controle e Prevenção de Doenças norte-americano os parceiros das mulheres visitaram as regiões afetadas e por isso é considerado o contagio por transmissão sexual. Os homens estão sendo examinados para determinar se estão infectados pelo vírus. Além delas quatro mulheres, em situação semelhante, tiveram resultado positivos para o Zika, enquanto outras oito aguardam os resultados dos exames.

 A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que a epidemia poderá afetar entre 3 milhões e  4 milhões de pessoas no continente americano. O Brasil e a Colômbia são os países onde se registram mais casos de infectados e de suspeitos.

A OMS determinou que o surto do vírus Zika constitui uma emergência sanitária de alcance internacional.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...