Cassado por nomear mãe e madrasta, prefeito de Mafra é hospitalizado

Divulgação

Roberto Scholze foi condenado por nepotismo

O prefeito de Mafra, Roberto Scholze (PT), condenado por improbidade administrativa e cassado pelos vereadores nesta quarta-feira (3), está hospitalizado após sentir-se mal.

Scholze está em um hospital da cidade paranaense de Rio Negro e ficará internado por alguns dias, segundo informações de familiares.

Na terça-feira (2), a juíza Liana Bardini Alves determinou a perda da função pública de Scholze a partir de uma ação de improbidade administrativa impetrada pelo Ministério Público de Santa Catarina. 

O prefeito nomeou a mãe, Valnete dos Santos, e a madrasta, Wilmara Herzer, para cargos em comissão na Secretaria Municipal do Programa Bolsa Família.

Segundo a juíza “a Lei Orgânica do Município proíbe a prática do nepotismo”. A magistrada condenou o prefeito a ressarcir os valores pagos aos servidores, com o acréscimo de multa, e anulou os atos do governante, decretando perda da função pública e dos direitos políticos por três anos. 

O prefeito ainda não recebeu notificação oficial sobre a decisão da juíza, mas deve ingressar com recurso na Justiça.

Região

Nenhum conteúdo encontrado