Catarinense integra grupo de líderes comunitários globais do Facebook

Atualizado

Um dos fundadores da ACBG (Associação de Câncer de Boca e Garganta), o catarinense Gabriel Marmentini é um dos 115 bolsistas do “Programa de Líderes de Comunidade do Facebook”. A iniciativa promovida pela rede social americana forneceu cursos e apoio financeiro aos escolhidos.

Gabriel e a mãe Melissa fazem parte da Associação de Câncer de Boca e Garganta – Divulgação/ND

Gabriel é bacharel em administração pública pela Udesc (Universidade do Estado de Santa Catarina), e após ter a mãe diagnosticada com câncer de laringe, passou a se engajar na luta dos pacientes com o mesmo tipo de doença. Em janeiro de 2015, a ACBG foi fundada com a missão de apoiar estes doentes.

O câncer de Melissa Ribeiro Medeiros tirou algo que ela nunca imaginou perder, a voz. A doença foi descoberta em 2011, quando ela acompanhava o filho Gabriel em uma consulta médica. A rouquidão da voz chamou a atenção do médico, levantando a suspeita de que aquilo poderia se tratar de algo sério.

Leia também

Descoberto em estágio avançado, o câncer de laringe casou a remoção órgão. Com o fim do tratamento, a reabilitação desafiou Melissa. A voz passou a ser projetada a partir de uma laringe eletrônica, que atua na modulação do som, permitindo, assim, que os pacientes possam falar.

A mãe de Gabriel passou a frequentar um grupo de apoio a pacientes promovido pelo Cepon (Centro de Pesquisas Oncológicas). O suporte passado pelos outros doentes e pela equipe médica foi fundamental para que Melissa recuperasse a autoestima.

Esse fator também foi fundamental para a criação da Associação que possui quatro pontos fundamentais: Informação, Reabilitação, Inclusão Social e Advocacy. O último, está voltado para a criação de políticas públicas que se destinem a estes pacientes.

“Recentemente conseguimos a criação de dois projetos de lei a favor desses doentes: o julho verde e o dia nacional do laringectomizado, comemorado no dia 11 de agosto. Pode só parecer uma data, mas isso é fundamental para a criação de campanhas de conscientização”, afirma Gabriel.

Outra luta importante promovida pela ACBG é o acesso pelo SUS à reabilitação dos pacientes com laringe eletrônica e prótese do órgão. Em 2018, a eletrolaringe foi incorporada à lista de tratamentos fornecidos gratuitamente pelo sistema público.

A prótese de laringe está incluída na tabela do SUS, mas segundo Gabriel seu preço está com valor abaixo de seu custo real. “Isso acaba impossibilitando o acesso às pessoas que precisam do tratamento, pois a oferta acaba não sendo real”, diz o administrador.

Número de novos casos da doença cresce no Brasil

Com 11.200 novos casos descobertos em 2018 no Brasil, o câncer de boca e garganta pode causar sequelas graves aos pacientes se for descoberto em estágio avançado.

A maior frequência desse tipo de câncer é registrada em homens acima dos 40 anos de acordo com o Ministério da Saúde. O risco é maior também para fumantes, que segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), representam 90% dos pacientes diagnosticados com a doença.

Outros riscos estão atribuídos ao consumo regular de bebidas alcoólicas, a falta de higiene bucal e ao HPV. O vírus é considerado uma doença sexualmente transmissível, provocando verrugas.

Os principais sintomas observados são lesões na cavidade oral, manchas e placas esbranquiçadas na língua, nódulos no pescoço e rouquidão persistente. Esse tipo de câncer pode causar sequelas graves aos pacientes como resultado da retirada da total da laringe em casos graves.

Facebook cria programa de incentivo a jovens líderes

Criado para impulsionar os jovens criadores de movimentos dentro da rede social, o “Programa de Líderes de Comunidade do Facebook” foi dividido em três categorias: residentes, bolsistas e jovens bolsistas. Durante o período de um ano, o Facebook forneceu suporte direto a estes jovens, por meio de cursos e apoio financeiro.

Além de Gabriel, outros sete jovens foram escolhidos como bolsistas. São eles Priscilia Queiroz Dos Santos, Emmeline Lucena, Ana Laura Castro, Deborah Argolo De Mari, Mariana Horta Bicalho Cruz, Camilla Borges Porcino da Costa e Louise Enriconi da Silva.

O grupo foi escolhido por meio de inscrições via internet e conheceu a sede do Facebook nos Estados Unidos. A iniciativa também forneceu suporte de especialistas e profissionais para ajudar na sua formação como líderes.

Mais conteúdo sobre

Saúde