Centro Cultural Casa de São Pedro resgata história da imigração alemã em Santa Catarina

Logo na entrada já é possível perceber a constante busca pelo resgate da história da imigração alemã. A peculiar construção que abriga o Centro Cultural Casa de São Pedro, localizada cerca de cinco quilômetros do centro de São Pedro de Alcântara, abriu as portas em 2014 para comemorar os primeiros 10 anos de existência do ICH (Instituto Carl Hoepcke) e ser uma extensão da organização que carrega o nome de um dos empresários alemães mais importantes do Estado.

Centro Cultural Casa de São Pedro resgata história da imigração alemã em Santa Catarina – Anderson Coelho/ND

Aberto à comunidade sob agendamento, o local se transformou em um dinâmico centro que, em parceria com o município, oferece oficinas e tour guiado. Entre os visitantes, nesta quarta-feira (19), a casa recebeu o presidente emérito do Grupo RIC, Mário Petrelli. No encontro, além conhecer a casa que tem pouco mais de 230 metros quadrados, o empresário aproveitou para prestar homenagem ao Instituto:

“Essa é uma visita de homenagem ao instituto que se dedica a resgatar a história de pessoas importantes que ajudaram construir o Estado e que tem a consciência da importância da conservação da história”.

Local se transformou em um dinâmico centro que oferece oficinas e tour guiado – Anderson Coelho

Leia também:

Local da primeira colônia Alemã de Santa Catarina, São Pedro de Alcântara foi escolhido para abrigar o museu do ICH após uma visita da presidente do instituto, Annita Hoepcke da Silva, na cidade, em 2006.  À época, o casarão estava abandonado e possuía muitos problemas estruturais. Mesmo assim, a possibilidade de resgatar a história de imigrantes europeus fez com que a restauração tivesse início. Após anos de pesquisas e obras, o local guarda agora um acervo com móveis, vestimentas e até mesmo um antigo piano alemão.

“Logo que eu vi a casa fiquei encantada e achei que era perfeito um museu aqui. Além de ser uma cidade muito bonita, São Pedro é muito especial para a minha família, pois foi o lugar em que a minha bisavó, Anna Haendchen, nasceu”.

No futuro, a intenção é ampliar ainda mais as atividades. De acordo com o superintendente do ICH, Max José Müller, às sextas e sábados haverá um posto para vendas com iguarias e produtos típicos da cultura alemã. Feitos por comerciantes da cidade, os alimentos incluem bolachas, queijos e doces.

“Isso é uma forma de chamar as pessoas para entrar na cidade. Além disso, enquanto fisgamos pela boca, mostramos a história de Imigrantes alemães” declarou o superintendente.

Local abrigou armazém

Centro Cultural Casa de São Pedro resgata história da imigração alemã em Santa Catarina – Anderson Coelho/ND

Durante a pesquisa para a restauração, os historiadores descobriram que família Schweitzer, original proprietária da casa, usava o local como armazém e residência. No espaço que agora abriga a sala de palestras, o armazém comercializava produtos para as famílias da cidade, recebia telegramas e cartas vindas da antiga Desterro. Além disso, a propriedade possuía engenho de serra, de farinha de mandioca, melado e açúcar mascavo, alambique, picador de lenha e até uma olaria para fabricar tijolos e telhas.

Visite o local

Endereço: São Pedro de Alcântara – SC, 88125-000
Quando: sexta e sábado, em horário marcado
Visitas devem ser agendadas com a Secretaria de Turismo e Cultura do Município, pelo telefone (48) 3277-0151

Turismo