Cerca de 10 mil mídias piratas apreendidas em camelódromo são destruídas em Florianópolis

Atualizado

A Polícia Civil destruiu cerca de 10 mil CDs e DVDs piratas apreendidos em operação na tarde desta quarta-feira (27). Os itens estavam dentro de 32 lojas do Camelódromo Municipal, no Cento de Florianópolis. As mídias estavam avaliadas, no total, em R$ 1.221.280,00.

Destruição ocorreu nesta quarta-feira (27) – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

O material estava dentro 220 volumes de produtos, apreendido por servidores da receita, agentes da Deic (Diretoria Estadual de Investigações Criminais) e agentes da Guarda Municipal.

Conforme a Polícia Civil, a apreensão foi fruto da operação “Três elementos”, realizada em conjunto com a Receita Federal em 14 de junho de 2019.

Leia também:

“O combate à pirataria visa também evitar a concorrência desleal, uma vez que as empresas que assim agem, deixam de recolher tributos ao Estado”, afirma o delegado Pedro Mendes, da Delegacia de Investigações aos Crimes contra a Fazenda da Deic.

Houve a participação do Cecop (Conselho Estadual de Combate à Pirataria), ligado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável.

O ato foi acompanhado por policiais civis da  Delegacia de Investigações aos Crimes contra a Fazenda da Deic, na Secretaria de Infraestrutura, em São José.

Mais conteúdo sobre

Polícia