Chapecó fica em 2º lugar no ranking de geração de emprego em SC

Atualizado

Dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) ligado ao Ministério da Economia mostram que no primeiro semestre deste ano, entre os Municípios com mais 100 mil habitantes, Chapecó ficou em 2º lugar no ranking das cidades que mais geraram emprego no Estado. O crescimento relativo foi de 0,56% em São José, cidade que garantiu a 1ª colocação, enquanto Chapecó obteve 0,47% de aumento no número de vagas no acumulado entre janeiro e junho.

Tabela – Divulgação/ND

Entre as admissões e demissões, Chapecó ficou em 3º lugar em Santa Catarina, atrás de São José (1º) e Joinville (2º). No mês de junho, foram contratadas 3.171 pessoas, sendo 2.810 desligadas, um saldo positivo de 361 vagas mantidas no mercado de trabalho.

Tabela – Divulgação/ND

O prefeito Luciano Buligon explica que os dados mostram que município segue sua vocação econômica e social, como uma das principais cidades do Estado. 

“Precisamos projetar um segundo Centenário ainda mais pujante e inovador, trazendo pra cá os melhores investimentos, conhecimentos, fortalecendo a agroindústria, o polo de turismo de eventos e negócios, investindo em infraestrutura e proporcionando um crescimento ainda mais sustentável e planejado”, concluiu Buligon.

Entre os setores que mantiveram o maior número de empregados em junho, destaque para a indústria com 395 vagas, seguido dos serviços com 113 postos mantidos. 

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcio Sander, explica que a nossa economia local segue ainda ligada ao agronegócio, mas é visível o fortalecimento e protagonismo do setor industrial que vem absorvendo o maior número de vagas de trabalho, e também o de serviço que está ainda mais qualificado para oferecer atendimento e produtos diferenciado.  

“Por isso, reforço que comparado aos demais municípios, Chapecó também está acima da média no que diz respeito à oferta de vagas, diversificação delas e nas iniciativas de profissionalização que auxiliam no desenvolvimento desses profissionais”, explica Sander. 

Balcão Municipal de Empregos

Há 12 anos, Chapecó conta com o Balcão Municipal de Empregos que une quem busca por trabalho com quem procura mão de obra. O espaço fechou o primeiro semestre de 2019 com mais de 23 mil atendimentos, cerca de 3 mil entrevistas e 3.100 novos cadastros.

O formato de trabalho adotado funciona como uma agência de empregos gratuita, unindo num único espaço os interessados em ingressar no mercado de trabalho com as empresas, sem a necessidade de deslocamento para entrevistas.

Leia também:

Destaque também para a abertura de vagas aos estrangeiros, principalmente haitianos e senegaleses, que residem no Município. Somente em um dia de trabalho, mais de 80 pessoas de outra nacionalidade foram atendidas no Balcão, por meio do cadastro no banco de dados e encaminhamento para entrevistas. 

Sala do Empreendedor 

A Sala do Empreendedor é outra ação vitoriosa que auxilia quem sonha com o negócio próprio e quem já atua no mercado. De janeiro a julho de 2019, foram mais de 12 mil atendimentos no espaço. 

A estrutura conta com profissionais qualificados que primam pela agilidade no atendimento, orientando os microempreendedores individuais na abertura de seus negócios, auxiliando nas dúvidas, simplificando o processo e garantindo a abertura de empresas em até cinco dias úteis. 

O reflexo desse trabalho está no número de formalizações, mais de 9 mil MEIS em Chapecó, com o desafio de encerrar o ano com 10 mil.

Chapecó conta com aproximadamente 220 mil habitantes – Prefeitura de Chapecó/Divulgação/ND

Mais conteúdo sobre

Economia