Chegada da tainha a Imbituba rende ao menos cinco toneladas nas redes nesta quinta-feira

Morador acredita que pelo menos 500 pessoas estavam na areia puxando a rede cheia de tainhas - Raul Machado/ND
Morador acredita que pelo menos 500 pessoas estavam na areia puxando a rede cheia de tainhas – Raul Machado/ND

Um lanço de pelo menos cinco toneladas de tainha foi puxado por pescadores na praia da Ribanceira, em Imbituba, no Sul do Estado, na manhã desta quinta-feira (7). Por volta das 12h, as duas redes que foram utilizadas para suportar a quantidade de peixes ainda estavam sendo retiradas da água com ajuda da população.

“Nunca vi nada parecido. Foi uma cena magnífica”, disse Raul Machado, 68, gaúcho que mora em frente à praia há oito anos e que ficou maravilhado com a cena. Ele acredita que cerca de 500 pessoas, contando com os pescadores, estavam puxando as redes nesta manhã.

Depois que os peixes foram retirados da água, um caminhão frigorífico chegou ao local e os pescadores começaram a carregá-lo com as tainhas.

Apesar dos lanços estarem chegando ao Estado, o conselheiro da Fepesc (Federação dos Pescadores do Estado de Santa Catarina) José Furtuoso Góes, o Zéquinha, disse que este ano está fraco e que as coisas precisam melhorar. “Tá ruim a pescaria. De 20 anos para cá, este foi o pior. Muita gente não molhou a rede ainda”, avaliou.

Mais conteúdo sobre

Estado