Ciclista Edinho, do Avaí, morre em acidente com caminhão na BR-101, em São José

Atualizado

Um acidente envolvendo um caminhão e uma bicicleta dupla na manhã desta sexta-feira (3), na Grande Florianópolis, matou o ciclista Edson Luiz de  Rezende, o Edinho, atleta do Avaí, de 33 anos.

Edinho era o guia e treinava com sua dupla, o paraciclista Orides Joel, 45, que segundo repassado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal), teve lesões graves e foi levado para uma unidade hospitalar.

O acidente aconteceu por volta das 11h, no km 202 da BR-101, na via marginal do sentido Sul, em São José.

Edson Luiz Rezende, o Edinho, morreu em acidente na via marginal da BR-101 – Reprodução/Facebook

Ainda conforme a PRF, um caminhão Mercedes Benz, com placas de Palhoça, fez uma curva à direita para entrar em uma rua, e acabou se chocando com a bicicleta conduzida por Edinho.

O ciclista Edinho, de 33 anos, estava em treinamento no momento do acidente – PRF/Divulgação

No momento do acidente, Edinho era o guia e estava em treinamento com o paratleta. O motorista do caminhão parou para prestar atendimento às vítimas, mas Edinho não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

Notas de pesar

O Avaí, por meio do seu site oficial, manifestou o pesar em nota oficial. “É uma perda irreparável para o ciclismo catarinense e brasileiro. Sempre dedicado, um grande vencedor”, disse Francisco José Battistotti, presidente do clube.

A FCC (Federação Catarinense de Ciclismo) também emitiu uma nota de pesar, há cerca de uma hora. Veja na íntegra:

“A Federação Catarinense de Ciclismo, comunica com imenso pesar, o falecimento do atleta EDSON LUIZ DE REZENDE (Edinho) da equipe do Avaí de Florianópolis.

Um trágico acidente de trânsito tirou a sua vida, estava de guia de um paraciclista, o qual era piloto.

A todos os familiares e amigos, os nossos mais sinceros sentimentos de solidariedade e pêsames.”

Mais conteúdo sobre

Trânsito