Ciclovia ligará a Beira-Mar de São José e à Beira-Mar Continental em Florianópolis

Atualizado

Obras de revitalização já começaram na avenida Governador Ivo Silveira, no Continente – PMF/Divulgação/ND

O sonho de uma ciclovia ligando a Beira-Mar de São José à Beira-Mar Continental, em Florianópolis, está próximo de virar realidade. Desde o dia 14 de fevereiro, a prefeitura municipal da Capital trabalha na revitalização da Avenida Governador Ivo Silveira, em Capoeiras. Assim, a via passará a contar com um local exclusivo para o trânsito de bicicletas, além, é claro, de uma nova calçada para pedestres e o trabalho de recuperação asfáltica para o tráfego de veículos.

O investimento previsto pela prefeitura é de cerca de R$ 12 milhões, um aporte importante para uma obra que havia sido paralisada em 2016 por falta de recursos. Além da ciclovia e da recuperação asfáltica, a avenida passará por adequações “geométricas” que visam garantir mais segurança aos motoristas, como ajustes nas larguras das pistas e na angulação de algumas curvas. “É uma obra bastante aguardada pela população local, que receberá a devida atenção. Na Avenida Governador Ivo Silveira será executado projeto atualizado de obra paralisada em 2016″, ressalta o prefeito Gean Loureiro.

O engenheiro responsável pela fiscalização da obra, Ricardo Junckes, conta que a previsão de término dos trabalhos é em agosto deste ano. “A obra ainda está no início, mas estamos conseguindo manter um ritmo adequado de trabalho”, comenta. “Neste momento, estamos fazendo um ajuste no sistema de drenagem da via e também trabalhando na parte de meio-fio e calçada para conseguir implantar a ciclovia em toda a (Avenida Governador) Ivo Silveira”, completa Junkes.

Quando estiver a pronta, a rota ligará, sem interrupções, a Beira-Mar Continental à Beira-Mar de São José. Serão 3,2 quilômetros da ciclovia na Avenida Governador Ivo Silveira, 600 metros na Avenida Juscelino Kubotschek de Oliveira e 180 metros na Rua Dom Pedro I, além de 930 metros de ciclofaixa que serão implantados na Rua Santos Saraiva. “Será uma rota alternativa de trânsito para quem quiser vir de São José em direção à Ilha, melhorando a mobilidade urbana da região”, afirma o secretário de Infraestrutura, Valter José Gallina.

Projeção mostra como ficará a avenida após as melhorias realizadas no local – PMF/Divulgação/ND

O pacote de obras na região inclui, também, os serviços de recuperação asfáltica iniciados ainda em janeiro na Avenida Juscelino Kubitschek de Oliveira, além do recapeamento da Rua Dom Pedro I, também em Capoeiras.
Revitalização da Avenida das Rendeiras

Outra importante via de circulação em Florianópolis que será revitalizada pela Prefeitura é a Avenida das Rendeiras, na Lagoa da Conceição. Esta, que é um dos principais pontos turísticos da Capital, receberá uma ciclovia em toda sua extensão de 2,2 quilômetros, passeio público respeitando os parâmetros de acessibilidade e um deck de madeira no lado da orla, além de sinalização viária e um novo projeto paisagístico. Também será feita na via para os veículos a substituição das lajotas por pavimento em paver (blocos de concreto intertravados).

A revitalização das Rendeiras é uma demanda antiga dos moradores da região, que pelo menos desde 2015 aguardavam as obras. “Essas obras são importantes e vão impulsionar o comércio, turismo e lazer da cidade”, destacou o prefeito Gean Loureiro.

Vencida a polêmica com os comerciantes da região por conta das vagas de estacionamento — onde a largura da via permitir, as vagas serão mantidas no lado oposto da orla, em frente aos estabelecimentos comerciais e residenciais —, as obras deverão ser iniciadas até o mês de maio. O prazo previsto para a entrega é a temporada de verão 2020/2021.

Orçado em R$ 5,2 milhões, o projeto de revitalização da Avenida das Rendeiras vem para suprir a demanda represada desde 2015, quando um tímido trabalho de repaginação da via começou, mas foi interrompido antes mesmo do término. Para o secretário de Infraestrutura, a obra é de valor inestimável para a comunidade. “Não tem como mensurar a importância de mais essa conquista para a região e também para toda a cidade. Em questão de meses, uma nova realidade será iniciada”, disse Valter Gallina.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

Prefeitura de Florianópolis