Com alta de 848 confirmações, Santa Catarina tem 6.458 casos de coronavírus

Atualizado

O Governo do Estado de Santa Catarina deve atualizar os dados sobre o coronavírus no estado, nesta sexta-feira (22), dia em que o estado registrou alta de 848 casos, totalizando 6.458, e chegou à marca de 100 mortes.

Os casos são distribuídos em 181 cidades, e as mortes, em 44. São 3.794 recuperados (58%) e 2.564 ativos. A taxa de letalidade baixou, ficando em 1,5%, ao passo que são 13,5 mortes a cada 1 milhão de habitantes, em contraste com as 96,7 nacionais ou 44,5 mundiais.

A alta de mais de 800 casos foram explicadas pelo Secretário de Estado da Saúde, André Motta, como uma mudança na notificação dos casos. Segundo o secretário “Nós estávamos fazendo registros planificados, ao passo que agora está sendo automatizado”.

Além disso, Motta afirmou que nos últimos três dias o Ministério da Saúde teve dificuldades de atualizar seus dados, o que também contribui para uma alta, uma vez que a pasta voltou a normalidade nesta sexta.

Além disso, os últimos dias deram novos capítulos para a CPI dos respiradores, que agora também inclui o governador Carlos Moisés (PSL) na investigação, e atribui responsabilidade ao novo e antigo secretário de estado da saúde.

Florianópolis deixa de ser o segundo município em número de casos, com 568, e passa a ser o terceiro, pois foi ultrapassado por Blumenau, que tem 571. Chapecó segue sendo o epicentro, com 628 confirmações.

Assista:

22/05 – Ações do Governo SC – Transmissão AO VIVO

22/05 – Ações do Governo SC – Transmissão AO VIVO

Publicado por Governo do Estado de Santa Catarina em Sexta-feira, 22 de maio de 2020

Leia também:

Novos Respiradores

Moisés anunciou que irá assinar contrato para aquisição de 500 respiradores da empresa Weg, de Santa Catarina, no valor de R$ 60 mil por unidade. Segundo o governador, até a semana que vem, o estado receberá a primeira remessa, de 100 respiradores.

Foram 50 respiradores que já chegaram, mas, segundo Moisés, estão em “desembaraço aduaneiro”, e ainda terão que ser avaliados.

Leitos de UTI

No total são 120 pacientes em UTI, dos quais 35 são casos confirmados, 85 são suspeitos e 61 necessitam de ventilação mecânica. A média de permanência é de 14,3 dias por paciente. Também foram 526 altas da UTI até então.

No total, são 61,07% dos leitos da rede pública ocupados, dos quais 13,94% são ocupados por pacientes com o novo coronavírus. Dos 1.210 leitos de UTI do estado, 471 são livres.

Liminar do STF e Dívida Pública

Indagado sobre solicitação da AGU (Advocacia Geral da União) para que o STF derrube liminar e o estado volte a pagar dívida pública, Moisés atestou que o caso é “fato novo”, e que o que está tramitando agora é um pleito de alguns governadores para suspender dívidas a partir de maio.

“Outra questão é a dívida vencendo. A dívida que não venceu, não teve o dinheiro disponibilizado ainda. Uma outra questão importante é que quando pedimos a suspensão do pagamento de dívidas, significa dizer que não é um dinheiro novo no estado, é um dinheiro que deixaria de sair”, afirma o governador.

“Mas os estados que tem a sua arrecadação caindo já não tem parte desse recurso disponível. Nós precisamos fazer dois movimentos simultâneos, a suspensão efetiva dessas dívidas, e uma outra questão é para que isso seja feito para todos os estados. Alguns estados pleitearam isso, mas não foram todos”, acrescenta.

O valor é da ordem de R$ 97 milhões, e a suprema corte havia decidido que o montante deveria ser destinado para o combate ao coronavírus de maneira integral. Moisés também citou que o caso envolve decisões presidenciais, sem citar qual Projeto de Lei deveria ser sancionado.

Quando indagado sobre a solicitação do STF, afirmou que “pode chamar a Secretaria da Fazenda para emitirmos uma nota formal porque acredito que tenha uma característica muito técnica”.

“Na questão da suspensão da dívida, o que acontece agora, a partir da sanção presidencial não é um pedido de perdão, é um valor que ainda será recolhido pelo estado ao final do tratamento desses pagamentos”, finalizou.

Testes

O estado também anunciou distribuição de 74.900 testes rápidos, e mais 134.760 na próxima semana. Desde o início da pandemia, já foram distribuídos mais de 263 mil testes.

Saúde