Com atividades em comunidades, programa Bairro Educador é lançado em Florianópolis

A Prefeitura de Florianópolis lançou, neste sábado (10), o programa Bairro Educador. Inicialmente, 16 localidades serão beneficiadas com oficinas e outras atividades, que ocorrerão “conforme a necessidade de cada bairro”, segundo a secretaria municipal de Educação.

Programa Bairro Educador foi lançado na comunidade Novo Horizonte – Leonardo de Sousa/PMF/Divulgação

O evento de lançamento ocorreu na comunidade Novo Horizonte, no bairro Monte Cristo, com apresentações culturais, ações educativas e serviços gratuitos, como de cabeleireiro, barbearia e promoção da saúde.

Segundo a prefeitura, ainda não há data para o início das oficinas, mas a previsão é que comecem até setembro.

O programa foi uma promessa de campanha do prefeito Gean Loureiro. “Trata-se de uma ferramenta utilizada pela prefeitura para combater a violência e estimular a integração entre bairro e comunidade. Os moradores passam a ter mais uma alternativa educativa além do espaço escolar”, disse.

Oficinas já definidas

Em duas regiões, o Bairro Educador terá sede fixa. No Monte Cristo, o polo fica localizado na rua Maria Salete Dutra, na comunidade de Novo Horizonte. Na Ilha, o local é o Morro da Mariquinha, na rua Laura caminha Meira, 76.

No Monte Cristo, duas vezes por semana haverá dez oficinas, atendendo uma média de 70 pessoas por semana.

Conforme a prefeitura, os moradores já se reuniram e definiram algumas das oficinas que serão ofertadas: rap, fanfarra, futebol masculino e feminino, capoeira, jiu-jitsu, balé, mídias sociais, teatro e compostagem.

Mensalmente, será realizado um evento aberto para a comunidade. A população também terá acompanhamento de assistente social, psicólogo e pedagogo.

Espaço irá oferecer oficinas e atividades a moradores da comunidade – Leonardo de Sousa/PMF/Divulgação

No Morro da Mariquinha, estão previstas seis ações educativas semanais, cada uma beneficiando cerca de 10 crianças, adolescentes, adultos e idosos. A população também receberá uma atividade ampla por mês.

As oficinas semanais já foram definidas: produção de adereços de carnaval, aulas de surfe, dança, futebol e curso profissionalizante, bem como aulas de literatura, contação de histórias e teatro para crianças dos anos iniciais.

Nas outras 14 regiões, serão oferecidas quatro oficinas por semana e os grandes eventos serão realizados a cada dois meses.

Localidades beneficiadas

No Continente, o Bairro Educador estará presente no Monte Cristo, Vila Aparecida e Estreito.

No Centro, o projeto se concentrará no Morro da Mariquinha, Morro do Horácio, Serrinha, Morro da Penitenciária, Córrego Grande e Monte Verde.

No Norte da Ilha, a iniciativa será integrada pelos bairros Vargem do Bom Jesus, Vargem Grande e Ingleses.

O Sul da Ilha recebe o Bairro Educador por intermédio do Rio Tavares e Areias do Campeche.

No Leste da Ilha, o projeto vai atuar na Barra da Lagoa e Rio Vermelho.

Desenvolvimento integral

Para o superintendente do Bairro Educador, Guilherme Gevaerd Silvestrin Pontes, “ser a primeira cidade do estado a aderir ao modelo de Cidades Educadoras demonstra a visão do prefeito Gean. O programa será responsável por mais de 70 projetos nesta primeira etapa, em todas as regiões da cidade, chegando aos bairros de maior vulnerabilidade social”.

O secretário de Educação, Maurício Fernandes Pereira, ressaltou a importância do programa: “são inúmeras as possibilidades, mesmo em áreas de grande vulnerabilidade social, uma vez que objetivamos promover o diálogo e o senso de pertencimento dos cidadãos. Além disso, o programa tem como intuito promover o desenvolvimento integral e ampliar o repertório educativo de crianças e adolescentes”.

Moradores animados

A diretora do Núcleo de Educação Infantil Municipal Cristo Redentor, na Mariquinha, Jucélia Maria Gonzaga Ribeiro, é uma grande apoiadora do programa.

Voz ativa na comunidade, ela participou das reuniões para definição das oficinas e afirma que os moradores estão entusiasmados.

“Estão com brilho nos olhos por saberem que seus filhos e filhas terão à disposição esta iniciativa tão inovadora”.

Para Jaqueline de Sousa Ribeiro, funcionária pública e moradora do Monte Cristo, o Bairro Educador traz para a comunidade uma oportunidade de crescimento social para as crianças e jovens. Ela é mãe de cinco filhos, dos quais três participarão de alguma das oficinas oferecidas.

“Estamos com uma expectativa muito grande para que nossa comunidade seja vista de uma forma melhor. Queremos uma educação de qualidade para nossos filhos, e o Bairro Educador vai ser trazer esta oportunidade”, afirmou.

Regiões do Bairro Educador

Continente
Monte Cristo
Vila Aparecida
Estreito

Centro
Morro do Horácio
Serrinha
Morro da Penitenciária
Morro da Mariquinha
Córrego Grande
Monte Verde

Norte da Ilha
Vargem do Bom Jesus
Vargem Grande
Ingleses

Sul da Ilha
Rio Tavares
Areias do Campeche

Leste da Ilha
Barra da Lagoa
Rio Vermelho

Mais conteúdo sobre

Educação