Celesc corta energia e derruba postes em servidão no Norte da Ilha

Atualizado

Após determinação judicial, a Celesc cortou a energia e retirou postes da servidão Vicentina Custódia dos Santos, no bairro Ingleses do Rio Vermelho, no Norte da Ilha, na manhã desta quarta-feira (17). Policiais Militares da cavalaria deram cobertura ao trabalho realizado pelos técnicos.

Por meio de nota, a Celesc informou que as casas construídas na servidão seriam irregulares. Segundo a estatal, os postes teriam sido instalados de forma irregular e as ligações seriam clandestinas. “A Celesc vai agora fornecer relatório de vistoria ao Ministério Público e ao Poder Judiciário”, diz a nota.

De acordo com a Prefeitura, a servidão é regularizada. O que houve foi um prolongamento da rua em área de preservação de forma irregular.

A nota da Celesc diz ainda que há pelo menos 74 edificações supostamente irregulares, entre casas e apartamentos, com 198 ligações irregulares de energia elétrica.

Um inquérito civil público foi instaurado pelo Ministério Público em 2016 para apurar o caso. Foi o órgão quem fez o pedido para combate às irregularidades, acatado pela Justiça.

“O laudo técnico elaborado pelo Ministério Público evidenciou a existência de edificações realizadas em área de preservação permanente, com prejuízo da vegetação local”, diz o comunicado.

Os moradores alegam, no entanto, que não estavam sabendo das irregularidades e que foram surpreendidos pela operação nesta manhã.

“Está todo mundo apavorado. não sabíamos de nada disso. Temos um mercadinho na rua. A dona está desesperada, pois os produtos vão estragar”, disse o motorista Alex Cavalheiro de Jesus, 26 anos, que mora no local há três anos.

Morador observa a demolição de postes na rua onde mora, no Norte da Ilha – Alex Cavalheiro de Jesus/Arquivo Pessoal/ND

A Celesc destacou que pode haver penalização aos moradores por crime de furto de energia previsto no Código Penal, que pode resultar em pena de um a quatro anos de prisão e multa.

“Para coibir esses e outros atos irregulares, além de ação judicial movida pelo MPSC, equipes da Celesc vêm fiscalizando unidades comerciais e residenciais, em operações que ocorrem em conjunto com as prefeituras e as polícias Civil e Militar de todo o estado. Irregularidades na medição do consumo e furtos de energia, conhecidos popularmente como ‘gatos’, são delitos que representam sério risco a toda a sociedade e podem causar choques elétricos, curto circuitos e até incêndios”, divulgou a estatal.

Segundo a PM, não houve tumulto durante a operação.

Infraestrutura