Com orçamento de R$ 1,2 bilhão, Celesc prevê conclusão de quatro subestações

Atualizado

A Celesc apresentou nesta segunda-feira (3) o orçamento previsto para investimentos e custeio da companhia em 2020. Parte dos recursos será destinada à conclusão de quatro novas subestações, ampliação de 17 subestações e instalação de cerca de 1,5 mil quilômetros de rede do programa Celesc Rural.

O valor para este ano chega a R$ 1,2 bilhão. Além disso, os recursos irão custear as atividades operacionais e de apoio de projetos em Pesquisa & Desenvolvimento e Eficiência Energética.

Celesc irá aplicar recursos nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia – Marco Santiago/ND – Foto: Divulgação/RIC Mais SC

“Cerca de R$ 354 milhões serão destinados à compra de materiais e à contratação de serviços”, disse o presidente da Celesc, Cleicio Poleto Martins. Enquanto isso, R$ 833 milhões serão destinados à construção, ampliação e modernização de subestações (no sistema de alta tensão) e melhorias nas redes dos sistemas de média e baixa tensão.

Leia também:

A Celesc também dará continuidade ao programa Celesc Rural, que substitui redes monofásicas por redes trifásicas e instala cabos protegidos, que beneficia os produtores catarinenses.

Ainda dentro do montante destinado a investimentos no sistema em todo o Estado, R$ 529 milhões são referentes a recursos próprios e de mercado, e R$ 304,2 milhões provém de empréstimo firmado junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), aplicados na ampliação, operação, modernização e manutenção do sistema elétrico.

Celesc anuncia investimentos – Foto: Foto: Mauricio Vieira/Secom/ND

Os investimentos no sistema de distribuição incluem, entre outras ações, a ampliação do parque gerador da empresa, em iniciativas como o aumento da potência instalada na usina Celso Ramos, no município de Faxinal dos Guedes, que passará de 5,6 MW para 13,9 MW.

A obra, em andamento, está prevista para ser concluída no primeiro semestre de 2021. Também estão sendo desenvolvidos, em fase inicial, os projetos de ampliação da usina Salto Weissbach, em Blumenau, da usina Maruim, em São José, e da Usina Salto Caveiras, em Lages.

Mais conteúdo sobre

Infraestrutura