Comissão de Saúde da Alesc diz que Bolsonaro “minimizou gravidade” do coronavírus

A Comissão de Saúde da Alesc (Assembleia Legislativa de Santa Catarina) emitiu nota nesta quarta-feira (25) sobre o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro sobre o novo coronavírus, realizado na noite de terça-feira (24). Em rede aberta, Bolsonaro defendeu mudança na orientação de isolamento.

Comissão de Saúde da Alesc, em reunião realizada no final de 2019 – Foto: Alesc/Divulgação/ND

Para os deputados da comissão, Bolsonaro “minimizou a gravidade da pandemia do coronavírus e sugeriu o relaxamento de cuidados básicos tomados pela população brasileira e do setor produtivo, de fechamento de estabelecimentos comerciais e industriais não essenciais e de isolamento social”.

“Contrariou as recomendações de órgãos como a OMS (Organização Mundial de Saúde), Ministério da Saúde e autoridades da área, como infectologistas, que com muito trabalho e união envidam esforços imensos para que se possa efetivamente combater o Covid-19”, continua a nota.

Leia também:

A Comissão de Saúde reafirmou a importância da continuidade das ações de prevenção adotadas. Os deputados também defenderam as medidas do governo de auxílio às pessoas com dificuldades econômicas que ficarão sem renda neste período.

“Reiteramos o nosso compromisso e preocupação com os catarinenses, recomendamos que sigam as recomendações dos órgãos de saúde, evitando aglomerações, cuidem dos idosos e façam a vacina contra a gripe (influenza)”.

Veja a nota na íntegra:

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa (Alesc) manifestou discordância do pronunciamento do presidente da República, Jair Bolsonaro, que na noite desta terça-feira (24) minimizou a gravidade da pandemia do coronavírus e sugeriu o relaxamento de cuidados básicos tomados pela população brasileira e do setor produtivo, de fechamento de estabelecimentos comerciais e industriais não essenciais e de isolamento social.

“Contrariou as recomendações de órgãos como a Organização Mundial de Saúde (OMS), Ministério da Saúde e autoridades da área, como infectologistas, que com muito trabalho e união envidam esforços imensos para que se possa efetivamente combater o Covid-19”, disse o presidente da Comissão de Saúde, deputado Neodi Saretta.

A Comissão de Saúde reafirmou a importância da continuidade das ações de prevenção adotadas, assim como as medidas do governo de auxílio às pessoas com dificuldades econômicas que ficarão sem renda neste período. “Reiteramos o nosso compromisso e preocupação com os catarinenses, recomendamos que sigam as recomendações dos órgãos de saúde, evitando aglomerações, cuidem dos idosos e façam a vacina contra a gripe (influenza)”, ressaltam os deputados membros da Comissão.

Deputado Neodi Saretta – Presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa de Santa Catarina
Deputado Vicente Caropreso – Vice-Presidente
Ada De Luca
Anna Carolina Martins
Ismael dos Santos
José Milton Scheffer
Valdir Cobalchini

Mais conteúdo sobre

Saúde