Confira os 30 itens que podem desclassificar candidatos do Enem 2019

Os candidatos que farão a primeira etapa do Enem neste domingo (3) devem ficar atentos às novas regras para desclassificação do exame.

Além da proibição ao uso de aparelhos eletrônicos durante a realização da prova, o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) listou outros 30 itens que podem levar à desclassificação automática.

Enem 2019 tem novas regras para desclassificação de candidatos – Foto: Foto: A8SE

Entre as novidades está a desclassificação caso os equipamentos eletrônicos, mesmo que lacrados, emitam sons, como os de toque ou alarme.

Os candidatos também podem ser desclassificados caso sejam vistos por fiscais com celulares, tablets e outros eletrônicos, em qualquer momento da aplicação das provas.

Gorros e bonés

Outras condutas vedadas aos candidatos são: a saída do local de prova antes do tempo mínimo de duas horas para a realização; a recusa a passar pela revista eletrônica e pela coleta de digitais; o uso de óculos escuros, boné, viseira, gorro ou qualquer acessório que cubra os cabelos e orelhas; e fazer anotações em objetos ou documentos que não sejam as folhas fornecidas pelo próprio exame.

Leia também:

Esta edição do Enem contará com 5,1 milhões de participantes, que farão as provas nos dias 3 e 10 de novembro. O resultado do exame serve como classificação para a entrada em cursos de nível superior em todo território nacional.

Confira o que pode eliminar candidatos no Enem:

Alimentação

  • não permitir que o lanche levado seja vistoriado pelo aplicador da sala.

Documentação

  •  prestar declaração falsa ou inexata (em qualquer documento);
  • permanecer no local de provas sem documento de identificação válido.

Dispositivos eletrônicos

  • utilizar qualquer dispositivo eletrônico no local de provas, por exemplo, laptop e celular;
  • entrar na sala de provas com o telefone celular e/ou quaisquer outros equipamentos eletrônicos fora do envelope porta-objetos;
  • não manter aparelhos eletrônicos (celular, tablet, etc) desligados no envelope porta-objetos até a saída definitiva da sala de provas;
  • se o aparelho eletrônico, ainda que dentro do envelope porta-objetos, emitir qualquer tipo de som, como toque de ligação ou alarme;

Local de prova e aplicação

  • perturbar, de qualquer modo, a ordem no local de aplicação das provas;
  • utilizar, ou tentar utilizar, meio fraudulento em benefício próprio ou de terceiros em qualquer etapa do exame;
  • utilizar livros, notas, papéis ou impressos durante a aplicação do exame;
  • sair da sala com o cartão de respostas ou outro material de aplicação  – com exceção para o caderno de questões depois de duas horas do início da prova e se a saída for definitiva;
  • entregar o cartão de respostas ao aplicador e ir embora definitivamente antes de duas horas de aplicação;
  • não aguardar em sala de provas, das 13h às 13h30 (horário de Brasília) para procedimentos de segurança, exceto para a ida ao banheiro acompanhado por um fiscal;
  • recusar-se a ser submetido à revista eletrônica, coleta de dado biométrico e ter seus objetos revistados eletronicamente;
  • iniciar as provas antes das 13h30 (horário de Brasília-DF) ou da autorização do aplicador;
  • usar óculos escuros, boné, chapéu, viseira, gorro ou qualquer acessório que cubra os cabelos ou as orelhas;
  • portar armas de qualquer espécie, exceto para os casos previstos no art. 6º do Estatuto do Desarmamento;
  • receber, de qualquer pessoa, informações referentes ao conteúdo das provas;
  • fazer anotações em outros objetos ou qualquer documento que não seja o cartão de respostas, o caderno de questões, a folha de redação e a folha de rascunho;
  • não manter, debaixo da carteira, o envelope porta-objetos, lacrado e identificado desde o ingresso na sala de provas até a saída definitiva da sala provas.
  • portar, na sala de provas, objetos proibidos pelo edital do Enem, como lápis, caneta de material não transparente, lapiseira, borracha, régua, corretivo, wearable tech, calculadoras, entre outros.

Fiscal

  • não permitir que os artigos religiosos, como burca, quipá e outros sejam revistados;
  • ausentar-se da sala de provas, a partir das 13h (horário de Brasília), sem o acompanhamento de um fiscal;
  • comunicar-se verbalmente, por escrito ou por qualquer outra forma, com qualquer pessoa que não seja o aplicador ou o fiscal, a partir das 13h (horário de Brasília);
  • fazer anotações no caderno de questões, no cartão-resposta, na folha de redação, na folha de rascunho e/ou demais documentos do exame, antes do início das provas;
  • descumprir as orientações da equipe de aplicação;
  • não entregar ao aplicador, ao terminar as provas, o cartão-resposta, a folha de redação e a folha de rascunho;
  • não entregar ao aplicador o caderno de questões, exceto se deixar em definitivo a sala de provas nos 30 minutos que antecedem o término das provas;
  • recusar-se a entregar ao aplicador o cartão-resposta e a folha de redação após 5h30 de provas, do primeiro dia, e 5h de provas, do segundo, salvo nas salas com tempo adicional ou com videoprova na Língua Brasileira de Sinais (Libras);
  • não permitir que os materiais próprios, como máquina Perkins, reglete, punção, sorobã ou cubaritmo, caneta de ponta grossa, assinador, régua, óculos especiais, lupa, telelupa, luminária e/ou tábuas de apoio sejam revistados.

Mais conteúdo sobre

Educação