Confirmada primeira morte do ano por febre amarela em Santa Catarina

Atualizado

A Secretaria estadual da Saúde de Santa Catarina confirmou a primeira morte humana por febre amarela no Estado. O óbito foi registrado em Balneário Camboriú, no Litoral Norte, no dia 2 de março.

Balneário Camboriú registra primeira morte por febre amarela em humanos em 2020 em Santa Catarina – Foto: Prefeitura de Blumenau/Divulgação

De acordo com a Secretaria, a vítima é um homem de 42 anos, que começou a apresentar os sintomas da doença no dia 27 de fevereiro. No entanto, ele só procurou atendimento médico no dia 2 de março, quando acabou morrendo.

Ainda segundo a Secretaria, o paciente não tinha registro de vacina no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SIPNI). O local provável de infecção ainda está sendo investigado pela área técnica, já que o paciente transitava entre Camboriú e Balneário Camboriú.

Seis casos confirmados

Outros seis casos humanos de febre amarela já foram confirmados no estado neste ano, nas cidades de Pomerode (2), Indaial, São Bento do Sul, Blumenau e Jaraguá do Sul. Todos os casos até agora são de homens jovens e sem registro de vacina.

Com relação aos macacos, o estado contabiliza 11 primatas mortos pela doença: Blumenau (3), Gaspar, Indaial, Pomerode (2), Timbó, Jaraguá do Sul e São Bento do Sul (2). Outras 122 epizootias continuam em investigação para determinar a causa do óbito.

Leia também:

Por conta do cenário atual de Santa Catarina, a Secretaria de Saúde destaca a importância da vacinação contra a febre amarela, única forma de prevenir a doença. Para se vacinar gratuitamente, é só procurar os postos de saúde. Todos os moradores do estado com mais de nove meses devem ser imunizados.

Saúde