Conflito familiar é hipótese para assassinato de casal em São Francisco do Sul

Atualizado

Para o delegado Weydson da Silva, a principal hipótese para o assassinato de um casal em São Francisco do Sul é conflito familiar. Gilmar Gabriel da Costa e Ilda Barão, ambos com 58 anos, foram encontrados mortos dentro de casa, na Praia do Ervino, na última quarta-feira (30). Os golpes foram desferidos com faca.

Principal suspeito de ter cometido duplo homicídio em São Francisco do Sul é o sobrinho do casal – Foto: Redes Sociais/Reprodução/ND

O ex-marido da sobrinha das vítimas foi preso em flagrante pouco tempo depois do crime. Ele foi abordado por policiais na BR-280 dirigindo o carro do casal. Gilmar Ribeiro de Maia, 37 anos, estava com a roupa manchada de sangue. Embora esteja preso preventivamente, ele nega a autoria do crime.

A polícia ainda tenta entender a motivação do conflito entre autor e vítimas. Informações dão conta de supostas irregularidades descobertas pelo casal envolvendo Gilmar. Mas a suspeita ainda precisa ser investigada.

O homem deve passar por novo interrogatório ao término da investigação. O objetivo do novo depoimento é confrontá-lo com as provas colhidas pela polícia. Na prisão em flagrante, o homem alegou ser inocente.

Gilmar continua preso preventivamente no Presídio de Mafra, mas deve ser transferido para a Unidade Prisional de São Francisco do Sul na próxima semana.

Vítimas são sepultadas em Joinville

O casal Gilmar e Ilda foi velado na manhã desta sexta-feira (1), na Igreja Assembléia de Deus, no bairro Itinga, em Joinville. O sepultamento ocorre às 16h no Cemitério Nossa Senhora de Fátima.

Violência contra a ex-companheira

Gilmar já teria histórico de violência contra a ex-esposa – sobrinha do casal. Agressões teriam ocorrido na frente da filha. Uma medida protetiva foi expedida pela Justiça em favor da mulher.

Casal foi velado na manhã desta sexta-feira em Joinville – Foto: Juan Todescatt/RICTV

Leia também:

Polícia