Conheça os diferentes testes para Covid-19 realizados em Joinville

Atualizado

Com o objetivo de orientar profissionais que atuam na área da saúde, a Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria da Saúde, elaborou um informe técnico com informações sobre os diferentes testes para diagnóstico da Covid-19.

Além de descrever os tipos de exame, os métodos, indicações, aplicações e formas de interpretação de cada um, o material reforça a importância da realização dos testes de forma adequada, para questões estratégicas como o controle da propagação da doença, definição de medidas de controle da pandemia e distanciamento social.

Na rede de saúde do município, para fins de pesquisa e inquérito epidemiológico, os testes rápidos são realizados por meio da análise de amostras de sangue e com resultados prontos cerca de 15 minutos após a ação de produtos reagentes.

Esses testes apontam a presença dos anticorpos IgM (que mostra se a pessoa está infectada pelo novo coronavírus no momento do exame) e IgG (que indica se a pessoa já foi infectada).

Vale destacar que, para indivíduos sintomáticos, a realização dos testes rápidos é recomendada a partir de sete dias após o surgimento de sintomas gripais, como febre, tosse, dor de garanta e dificuldade respiratória.

Nesses casos, a orientação da Secretaria de Saúde de Joinville, fundamentada em critérios técnicos, é de recomendar o isolamento do paciente por 14  dias, contados a partir do início dos sintomas.

Testes rápidos em pessoas sem sintomas

No caso da aplicação do teste rápido em pessoas assintomáticas, o que ocorre geralmente nas barreiras sanitárias ou para fins de inquérito epidemiológico (em andamento), resultados negativos podem ocorrer caso a contaminação tenha acontecido em menos de sete dias, já que durante esse período o vírus pode estar incubado e o organismo ainda pode estar desenvolvendo anticorpos para combatê-lo.

Em relação aos resultados positivos, a gerente da Vigilância em Saúde da Secretaria da Saúde, Chana Beninca, esclarece que são confiáveis.

Os testes rápidos adquiridos pelo município são certificados pela Anvisa e têm 94% de acerto.”

Em Joinville, segundo ela, foi adotada a prática dos testes rápidos para as pessoas assintomáticas em grupos específicos – como profissionais de saúde, pessoas que tiveram contatos domiciliares com pacientes positivados, profissionais das forças de segurança e salvamento – e para identificar quem está contaminado pela Covid-19, como forma de prevenir a propagação da doença, mantendo as pessoas positivas em isolamento domiciliar.

Para os pacientes assintomáticos e positivos para a Covid-19, a recomendação da Secretaria da Saúde é de isolamento por sete dias.

Teste PCR

Além dos testes rápidos, a rede de saúde do município também utiliza os testes tipo PCR, realizados pela análise do material retirado da mucosa nasal.

Embora sejam considerados padrão ouro, o uso dos testes PCR acontece em menor escala, seguindo critérios técnicos.

“O teste PCR é o mais sensível, mas só pode ser feito quando a pessoa está com os sintomas há, no máximo, sete dias. Isso porque esse teste pega o vírus em sua fase aguda de transmissão”, explica Chana.

Em Joinville, o objetivo da Secretaria de Saúde ao ampliar a testagem para Covid-19 é auxiliar o município na tomada de decisões sobre ações como isolamento social; conhecer o número de pessoas suscetíveis a adquirir a doença; e auxiliar a gestão de leitos hospitalares com base no percentual de contágio do novo coronavírus.

Leia também

Covid-19: Veja o que está proibido nas principais cidades do Norte catarinense

Taxa de ocupação de UTIs chega a 64% em Joinville

Joinville ultrapassa mil casos pelo novo coronavírus

Coronavírus: mais de 200 servidores da saúde já testaram positivo em Joinville

Saúde