Conselho do MP arquiva apuração sobre suposta infração de Dallagnol em conversas com Moro

O Conselho Nacional do Ministério Público arquivou nesta quinta-feira (27), a representação para instaurar sindicância contra os procuradores da força-tarefa da Lava Jato. O pedido havia sido feito com base nas reportagens com supostos diálogos atribuídos a eles e ao ex-juiz federal, Sergio Moro.

Conselho do MP arquiva apuração sobre suposta infração de Dallagnol em conversas com Moro – Foto: Marcos Corrêa/PR – Marcos Correa/ND

Leia também

Nas mensagens divulgadas no dia 9 de junho, Ségio Moro supostamente sugeriu mudanças da ordem de fases da Lava Jato. Além disso, o ex-juiz e agora ministro de Bolsonaro, estaria dando conselhos, fornecendo  pistas e antecipando decisões.

No entanto, segundo a decisão do corregedor nacional do Ministério Público, Orlando Rochadel Moreira, “a veracidade dos elementos de prova não podem ser comprovadas, além de não ser possível verificar adulterações”.

Moreira também entende que não há elementos que justifiquem a abertura de reclamação disciplinar contra os procuradores “considerando a ausência de qualquer elemento que indique materialidade de ilícito disciplinar imputado”.

Mais conteúdo sobre

Política