Coronavírus: Câmara de Blumenau faz 1ª sessão remota e anuncia repasse de R$ 8 milhões

Atualizado

A Câmara de Vereadores de Blumenau fez na tarde desta terça-feira (24) a primeira sessão ordinária remota da história do legislativo.

Durante a sessão, que durou pouco mais de 30 minutos, o presidente da Casa, vereador Marcelo Lanzarin (sem partido) anunciou o repasse de R$ 8 milhões para ações do município no combate ao coronavírus.

Câmara de Vereadores fez primeira sessão remota da história  – Foto: Divulgação/ND

A decisão do repasse, segundo Lanzarin, foi unânime entre os parlamentares.

Do total, R$ 1 milhão será destinado imediatamente à aprovação da lei que vai criar o fundo municipal de combate ao coronavírus, anunciado nesta segunda-feira (23) pelo Executivo.

Havia a expectativa que o Executivo enviasse o projeto ainda nesta terça-feira para ser apreciado nesta primeira sessão online. Algo que não aconteceu.

Este R$ 1 milhão corresponde ao que a Câmara já tem em reserva e que seria destinado à construção da nova sede do Legislativo. Os outros R$ 7 milhões são oriundos do duodécimo (valor que é repassado gradativamente por mês ao Legislativo).

“Ano passado devolvemos ao Executivo algo em torno de R$ 7 milhões. E é este valor que deve vamos devolver novamente, ou melhor, já vamos deixar com o Executivo”, disse Lanzarin.

Na sessão ordinária desta terça-feira estavam em pauta três projetos, 96 indicações, 15 indicações e uma moção. Dois deles do Executivo, em regime de urgência. Como não teve discussão, todos foram aprovados.

O presidente deixou claro, entretanto, que assim que o projeto que cria o fundo de combate ao coronavírus for encaminhado, uma nova sessão remota será convocada.

Leia também:

Por que sessões remotas?
A Câmara de Vereadores de Blumenau está atendendo ao decreto do governo do Estado e suspendeu as sessões presenciais desde o dia 19 de março.

Nesta terça-feira (24), o Legislativo prorrogou a medida por mais sete dias. Portanto, os serviços presenciais só retornam em 1 de abril, ou em nova data conforme determinação a ser divulgada.

Leia também:

Política