Coronavírus: mais de 200 servidores da saúde já testaram positivo em Joinville

Atualizado

Os profissionais da saúde estão na linha de frente de combate ao coronavírus em todo o mundo e, em Joinville, no Norte do Estado, são quase 5 mil profissionais atuando nas unidades de saúde e hospitais da maior cidade de Santa Catarina.

Servidores do Hospital Municipal São José devem passar pelo teste rápido nesta semana – Foto: Michele Lamin/PMB/Divulgação/ND

Com o avanço da pandemia e o aumento no número de casos, os profissionais que atuam expostos ao vírus também se tornam pacientes e, de acordo com o último balanço do município, 210 servidores da saúde já testaram positivo para a Covid-19.

Apesar disso, o secretário da Saúde, Jean Rodrigues, estima que o número de casos entre servidores seja ainda maior. “Estamos fazendo a testagem em assintomáticos. Eu estimo que o número seja maior. Agora, estamos ampliando a testagem”, diz.

Nesta semana, os servidores do Hospital Municipal São José começam a passar pelos testes rápidos e, segundo Jean, os hospitais públicos que não são do município também receberão testes para os funcionários. “Eu estimo que os assintomáticos positivos vão aumentar bastante. No momento, a nossa média está em torno de 7% a 10% do total”, complementa.

O secretário destaca ainda que a testagem em assintomáticos pode trazer uma noção maior da realidade do contágio em Joinville. “A testagem é imprescindível para nos dar um norte de como lidar daqui para frente”, avalia.

Segundo ele, o município deve ultrapassar as 10 mil notificações nesta semana e a projeção, afirma ele, é de que até sexta-feira (26), do número total, 30% sejam de profissionais da saúde.

O secretário conta, ainda, que salas de vacina e salas de curativo tiveram que ter o serviço interrompido devido ao afastamento de profissionais. “Todos os nossos servidores fazem diferente no dia a dia, então, o afastamento de um já altera os serviços”, fala.

No último boletim, divulgado na sexta-feira (19), Joinville tinha 948 casos confirmados e 27 mortes.

Leia também:

Saúde