Corpo encontrado boiando em açude em Joinville era de ex-morador de rua ‘famoso’

Atualizado

Foi identificado o corpo encontrado boiando em um açude na manhã de terça-feira (19), em Joinville, no Norte do Estado. É Alcir Siqueira da Luz, 46 anos, natural do Paraná, que morreu por afogamento, segundo o IML de Joinville.

O caso ocorreu por volta das 6h40, em uma recreativa do bairro Cubatão, zona Norte do município.

Corpo de Acir foi encontrado por um funcionário do local – Foto: Bombeiros Voluntários de Joinville

Segundo a PM, um funcionário do local teria ido até o açude para alimentar os peixes quando encontrou o corpo. De acordo com os Bombeiros Voluntários, a vítima não apresentava sinais de agressão.

Alcir era marido de Liomar e juntos protagonizaram uma história que mobilizou uma rede de solidariedade em Joinville. Isto porque o casal morava em um ponto de ônibus na rua Santos Dumont, Zona Norte da cidade, até conseguirem um novo lar. Os dois foram morar na casa de Amara Maria Alves, que é manicure e faz trabalhos voluntários. Ela cedeu o espaço em sua própria casa, no bairro Profipo, e ainda ajudou Alcir a conseguir um emprego em uma rede de supermercado como repositor. Antes, ele trabalhava como catador de reciclados.

Alcir Siqueira da Luz, 46 anos, natural do Paraná  Foto:  Reprodução Identidade/arquivo ND

Ainda segundo Amara, Liomar acabou saindo da casa e se desencontrando de Alcir. Foi vista pela última vez dia 9 de novembro, no Km 71 da BR-101, em direção a Barra Velha. Alcir ainda trabalhou mais uma semana e depois desistiu e não foi mais encontrado até a ocorrência do afogamento.

Amara, que ajudou a identificar o corpo, disse ontem que gostaria de reencontrar Liomar e lhe oferecer abrigo. “Eu gostaria de acolhê-la novamente. Não quero que ela fique na rua”, diz, esperançosa.

Leia também

Polícia