Crianças que incendiaram creche não tiveram ajuda de adultos, diz polícia

As investigações da Polícia Civil sobre o incêndio em uma creche em Forquilhinha, no Sul do Estado, apontam que as crianças e o adolescente de 12 anos agiram sozinhos, sem a ajuda de um adulto. Participaram da ação, além do garoto, crianças de 5, 9 e 11 anos.

Inspeção do IGP na creche incendiada em Forquilhinha – Foto: IGP/Divulgação/ND

De acordo com o delegado Ricardo Kelleter, responsável pela investigação, o adolescente poderá responder por ato infracional análogo ao crime de incêndio.

Já as crianças poderão ser encaminhadas para medidas para medidas socioeducativas previstas no artigo 101 do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente).

Leia também:

Encaminhamentos do Conselho Tutelar

O Conselho Tutelar de Forquilhinha afirmou que as crianças ainda não foram ouvidas pela entidade, apenas pela polícia.

O órgão aguarda o encaminhamento do inquérito, por parte da Polícia Civil, para ouvir as crianças e entrar em contato com os pais.

O procedimento padrão do Conselho Tutelar para esse tipo de caso é a advertência aos pais ou um encaminhamento para entidades como o Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social) ou Cras (Centro de Referência de Assistência Social).

Ainda de acordo com o Conselho Tutelar, as crianças e o adolescente envolvidos no incêndio não têm nenhuma passagem anterior pelo órgão por ocorrências desta natureza.

O delegado Kelleter afirmou que, assim que o laudo pericial for finalizado pelo IGP (Instituto Geral de Perícias), o inquérito será finalizado e repassado ao Conselho Tutelar.

Aulas na creche

O atendimento na Creche Sonho Mágico deve ser retomado na próxima segunda-feira (11), de acordo com a Secretaria de Educação do município.

As obras necessárias para a reabertura serão finalizadas ainda nesta semana, conforme a pasta. Os custos saíram dos cofres da prefeitura de Forquilhinha e o valor não foi divulgado.

No momento, os alunos estão sendo atendidas no Centro Comunitário CDA, em uma estrutura adaptada provisoriamente no local.

Relembre o caso

No início da tarde de 27 de outubro, um domingo, a Creche Sonho Mágico foi alvo de um incêndio criminoso. A unidade municipal fica em Forquilhinha, no Sul do Estado.

As investigações apontaram que os autores foram três crianças, de 5, 9 e 11 anos, e um adolescente de 12 anos. O grupo teria ido até o local no sábado (26) e revirado toda a unidade.

No domingo, eles teriam se dado conta de que não usaram luvas para cometer o ato de vandalismo e retornaram com o intuito de apagar eventuais digitais que teriam ficado pelo caminho.

Por causa disso, o adolescente ateou fogo no local. Ele fez uso de álcool em gel e fósforo. As chamas atingiram toda a creche.

Mais conteúdo sobre

Polícia