Crise na Argentina impacta vinda de turistas ao Litoral de Santa Catarina neste verão

A crise na Argentina está refletindo na queda do número de turistas do país no Litoral Catarinense. A desvalorização de 50% do peso argentino em relação ao dólar e a alta inflação da Argentina têm impactado setores catarinenses. Um dos segmentos afetados é o do ramo imobiliário, que, devido à falta de procura, precisou reduzir pela metade o valor dos aluguéis em Canasvieiras.

Praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha de SC - Marco Santiago,ND
Praia de Canasvieiras, no Norte da Ilha de SC – Marco Santiago,ND

De acordo com o economista Alexandre Amorim, o país vizinho vem sofrendo problemas econômicos graves. “A Argentina passa por um período de inflação muito alta, o desemprego está alto e a economia não está crescendo”, afirmou. “O câmbio do dólar subiu muito na Argentina, o que acabou afetando o poder de compra deles. Ou seja, o mundo ficou caro para o argentino”, destacou.

Ainda assim, quem se planejou bastante conseguiu aproveitar o verão catarinense. É o caso do turista Ricardo Aguilar, que trouxe toda a família para passar 10 dias em Florianópolis. “Durante o ano viemos comprando dólares e no fim do ano tinhamos tudo pronto para vir”, disse o argentino.

Já a Ivana, o marido e os filhos estão dividindo a mesma casa com a família da irmã – ao todo são sete pessoas. Para aproveitar o verão em Canasvieiras, a família de argentinos antecipou o pagamento do aluguel e, ao ir à praia, costuma levar comidas de casa. “Compartilhamos os gastos das compras no supermercado e do estacionamento na praia. Tudo que implica em gastos a gente divide”, revelou.

Em Canasvieiras, que costuma receber muitos argentinos, a taxa de ocupação de hoteis e pousadas neste período não chega a 50%. Com menos argentinos para fechar locações, os donos de imobiliárias precisam baixar pela metade o valor dos alugueis para não ficarem no prejuízo. “Os imóveis de melhor valor, mais requintados, estão simplesmente sendo ignorados, porque não está vindo o cliente que tem capacidade financeira para alugar um imóvel de melhor valor”, garantiu Olímpio Reichert, dono de uma imobiliária no bairro.

Com informações da RICTV Record SC.

Estado

Nenhum conteúdo encontrado