Cuidador de idosos é oitava vítima de desabamento em Fortaleza

Atualizado

O cuidador de idosos José Eriverton Laurentino Araújo, de 44 anos, é a oitava vítima fatal do desabamento do Edifício Andréa, no bairro Dionísio Torres. O prédio caiu na última terça-feira (15), em Fortaleza, no Ceará.

Cuidador de idosos é oitava vítima de desabamento em Fortaleza – Foto: Reprodução/Twitter

Araújo estava no apartamento 501 com Izaura Marques Menezes, de 81, e Vicente de Paula, de 86. Eles são avós de Fernando Marques, de 20, primeiro sobrevivente retirado dos escombros.

Agora, o Corpo de Bombeiros concentra as forças para encontrar a síndica do edifício, Maria das Graças Rodrigues, de 53 anos.

O comandante da operação, coronel Eduardo Holanda, mantém as esperanças de encontrar Maria das Graças com vida. Mas relata que as chances são remotas.

Leia também: 

Um vídeo do circuito de câmeras de segurança do edifício mostra operários usando marretas para quebrar colunas próximas à entrada do prédio às 10h08min, cerca de 20 minutos antes do desabamento.

Cinco pessoas aparecem na imagens gravadas. Entre elas está o engenheiro José Anderson Gonzaga dos Santos, que escapou com vida do desabamento.

A reforma era realizada pela Alpha Engenharia, empresa ligada a Santos. Em depoimento à Polícia Civil, divulgado pelo Sistema Verdes Mares, o proprietário afirmou que obras começaram apenas no dia 15, data do acidente.

Questionada pelo Estado, a SSPDS (Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Estado) do Ceará afirmou que não divulgaria informações sobre a investigação.

135 horas de buscas

Desde a terça-feira (15), a esperança de encontrar os desaparecidos com vida diminui a cada dia, mas nos pontos onde ainda há alguma chance de haver sobreviventes, continua o trabalho manual, mais lento. A equipe de 135 bombeiros, que se revezam de forma ininterrupta, tem ainda a ajuda de voluntários.

“Quanto mais o tempo passa, obviamente as possibilidades diminuem, mas não zeram”, afirma o Coronel Eduardo Holanda, comandante da operação desde o início. “O colapso foi muito forte e isso dificulta ainda mais a progressão”, acrescenta.

Mortos no desabamento:

  • Frederick Santana dos Santos, de 30 anos
  • Izaura Marques Menezes, de 82 anos
  • Antônio Gildasio Holanda, de 60 anos
  • Nayara Pinho Silveira, de 31 anos
  • Maria da Penha Bezerril Cavalcante, de 81 anos
  • Rosane Marques de Menezes, de 56 anos
  • Vicente de Paulo Vasconcelos de Menezes, de 86 anos

Mais conteúdo sobre

Geral