Delação de Funaro foi base para prisão de Temer pela Lava Jato

Atualizado

A prisão do ex-presidente Michel Temer nesta quinta-feira, 21, tem como base a delação de Lúcio Funaro. Temer foi preso pela Lava Jato do Rio. A ordem de prisão é do juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal. O ex-presidente está em São Paulo e deve ser levado para a capital fluminense.

Leia também:
Temer é preso pela Operação Lava Jato
Moreira Franco também é preso no Rio de Janeiro
Prisão de Temer repercute nas redes

O ex-ministro Moreira Franco (Minas e Energia) tem mandado de prisão expedido contra ele. O ex-ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) também é alvo da operação.

Michel Temer foi preso na força-tarefa da Operação Lava Jato – Foto: ANDRÉ DUSEK/ESTADÃO CONTEÚDO – ESTADÃO CONTEÚDO/ND

Delação

No ano passado, Funaro entregou à Procuradoria-Geral da República (PGR) informações complementares do seu acordo de colaboração premiada.

Entre os documentos apresentados estão planilhas que, segundo o delator, revelam o caminho de parte dos R$ 10 milhões repassados pela Odebrecht ao MDB na campanha de 2014.

Confira documento com trecho do depoimento de Funaro que cita Temer

Trecho da delação de Funaro – Reprodução

Trecho da delação de Funaro – Reprodução

Assista à delação de Funaro:

Política