Denúncia de ocorrência de larvas na comida servida no Hospital Regional de Joinville

Segundo relato de funcionários e pacientes, é recorrente a distribuição de pratos com alimento comprometido

Divulgação/ND

Larvas foram encontradas em carnes e ovos no início do mês de fevereiro

Servidores e pacientes do Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, em Joinville, voltaram a denunciar problemas nas refeições consumidas na unidade de saúde. Segundo relatos, é recorrente a distribuição de pratos com comida comprometida. No ano passado, houve denuncias de larvas encontradas em carnes e saladas, além de reclamações sobre o sabor dos alimentos e denúncias de que a comida fez mal a várias pessoas.  

Em vídeos e fotos foram registraram larvas nas refeições. A denúncia mais recente foi feita no início do mês. Dessa vez, se tratou de uma larva na carne. A coordenadora do SindSaúde (Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Joinville e Região), Enilda Mariano Stolf, conta de pessoas que passaram mal ao ingerir a comida. “Alimentos estragados que os pacientes que ingeriram e passaram mal com vomito e diarreia. Temos relatos de servidores que também passaram mal”, disse Enilda para a reportagem da RICTV Record.

As refeições  são fornecidas por uma empresa terceirizada, que prepara o alimento em outro local e entregue no hospital. A Sepat, que está há mais de 15 anos no ramo, tem contrato com o governo do Estado deste 2014, com vigência de 5 anos. De acordo com a direção do hospital, as denúncias já foram repassadas para a Secretaria de Estado da Saúde.

A Secretaria tem o poder para rescindir o contrato ou multar a empresa. Por nota, o departamento informou que já notificou a empresa duas vezes. Neste mês, um novo relatório sobre a situação foi feito e agora o assunto está na superintendência do órgão, em Florianópolis. 

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...