Depois de abusos sexuais, associação de escoteiros dos EUA pedem falência

Atualizado

A associação Boys Scouts of America (BSA), principal entidade que reúne os escoteiros dos Estados Unidos, apresentou um pedido de falência nesta terça-feira (18), após as denúncias de abusos sexuais, em um esforço para salvaguardar as indenizações às vítimas.

O procedimento de falência ajudará na criação de um “fundo de compensação”.  Com 110 anos de história e 2,2 milhões de integrantes, a BSA foi acusada de acobertar abusos contra milhares de jovens.

Leia também

Estima-se que mais de 12 mil integrantes tenham sido vítimas de predadores sexuais desde 1944. (Com agências internacionais). As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Mais conteúdo sobre

Mundo