Deputado Ivan Naatz se defende de acusação de racismo na Alesc

Atualizado

Depois de ter sido denunciado por racismo pelo auxiliar administrativo Fábio Aristides, no início de maio, o deputado estadual Ivan Naatz (PV), foi à tribuna da Alesc para prestar esclarecimentos nesta quarta-feira (12).

Ivan Naatz acusou a deputada Paulinha de arquitetar processo difamatório contra ele – Luca Gebara/Agência AL/ND

O deputado afirmou que o inquérito da Polícia Civil concluiu pela inexistência do crime de racismo ou de injúria racial. Naatz ainda atribuiu o caso a um ex-assessor do próprio gabinete dele, que foi dispensado. Segundo o deputado, o homem teria trabalhado em conjunto com a deputada Ana Paula da Silva (PDT), a Paulinha, em uma tentativa de difamá-lo.

Leia também:

Paulinha é acusada pelo deputado de receber, organizar e montar todo o processo difamatório. Os motivos, afirmou, seriam as disputas internas no PV e desavenças entre os dois deputados na questão da taxa de preservação ambiental de Bombinhas.

Naatz afirmou em seu discurso que irá processar o auxiliar administrativo pelos crimes de injúria, calúnia e danos morais.

A deputada Paulinha também foi à tribuna e negou qualquer tipo de armação para prejudicar o deputado. Emocionada, disse que apenas prestou auxílio ao funcionário vítima de racismo.

Mais conteúdo sobre

Política