Deslizamento mata duas crianças brasileiras em San José de Maipo, no Chile

Atualizado

Duas meninas brasileiras, de 3 e 7 anos, morreram nesta segunda-feira (3) ao serem atingidas por uma rocha após um deslizamento ocorrido no reservatório de El Yeso, em San José de Maipo, 60 quilômetros a leste de Santiago. As informações são do Portal R7.

As meninas e os pais viajavam em um micro-ônibus de turismo com um grupo de 20 pessoas. Segundo o relatório dos Carabineiros do Chile, a mais nova morreu no local do acidente, e a mais velha, em um hospital. Os serviços de resgate foram realizados com o auxílio de um helicóptero. As vítimas eram de Bacabal, no Maranhão. A escola onde elas estudavam divulgou uma nota de pesar.

De acordo com as autoridades, as duas estavam em uma área proibida para turistas, mas as barreiras que protegem o local estavam levantadas no momento do acidente, motivo que levou a agência de turismo que promoveu o passeio a ser investigada.

A governadora da província de Cordillera, Mireya Chocai, disse que as meninas foram atingidas pelas rochas em um lugar onde há placas que alertam sobre o risco de deslizamentos.

Leia também:

“Há sinalização, os guias de turismo sabem como funciona, o município está em contato constante com as agências. Há normas claras no lugar e são de conhecimento público”, ressaltou a governadora.

Segundo as investigações preliminares, o veículo que levava os 20 turistas brasileiros ultrapassou uma barreira que impede a passagem por razões de segurança. Os turistas começaram a caminhar por esse local, até que uma rocha se desprendeu e atingiu as meninas.

Mais conteúdo sobre

Geral