Detenta que matou colega em penitenciária de Florianópolis será julgada nesta terça-feira

Começa a ser julgada a partir das 9h desta terça-feira (5) a detenta Cléia Pereira Monte, 39, acusada de matar Simone Siqueira Chaves, no Presídio Feminino de Florianópolis. O crime ocorreu no início de fevereiro de 2012 e teria sido determinado por outra presa, Ana Carina Lebber. A vítima foi morta por asfixia. Cleia teria colocado um saco plástico na cabeça da mulher, para trancar a respiração e apertado o pescoço com uma toalha. Ana Carina não vai a júri porque no decorrer do processo ela morreu.

O assassinato ocorreu dias após Simone ser presa por espancar a filha de dois anos e dois meses. Na época, o diretor do Departamento de Administração Penal, Leandro Lima, que atualmente ocupa o cargo de secretário adjunto da Secretaria de Justiça e Cidadania, comentou que na cadeia existem algumas regras difíceis de se entender:  “Simone foi presa por espancar a filha. Isso não é aceito pela massa carcerária. A colega de cela, Cleia, informou que recebeu a ordem para matar. Se não obedecesse, ela seria morta”.

Mais conteúdo sobre

Polícia