Dia Mundial do Rock: bandas catarinenses que você precisa ouvir

Para comemorar o Dia Mundial do Rock, celebrado neste sábado (13), o ND listou bandas importantes para o rock catarinense com ajuda do jornalista Daniel Silva, o músico e dono de estúdio Duda Medeiros e o músico e produtor cultural Geraldo Borges

O Dia Mundial do Rock é celebrado neste sábado (13). Para comemorar o ND listou bandas importantes para o rock catarinense com ajuda do jornalista Daniel Silva e dos músicos Duda Medeiros e Geraldo Borges. O rock catarinense tem diversos representantes de sucesso desde os anos 60 até os dias de hoje. - Pixabay
1 11

O Dia Mundial do Rock é celebrado neste sábado (13). Para comemorar o ND listou bandas importantes para o rock catarinense com ajuda do jornalista Daniel Silva e dos músicos Duda Medeiros e Geraldo Borges. O rock catarinense tem diversos representantes de sucesso desde os anos 60 até os dias de hoje. - Pixabay

É o caso Os Udigrudis, banda Blame, Expresso Rural (foto), Grupo Engenho e Dazaranha. Ao longo dos anos a música do Estado foi fortalecida também por iniciativas como o Clube da Luta e O Clube, responsáveis por criar espaços para que as bandas se apresentassem.No meio musical, destaca Duda Medeiros, muitas bandas se desfizeram ao longo dos anos. “Manter uma banda é mais difícil que um casamento”, comenta. Mesmo assim, em novas formações os grupos antigos fazem shows apresentando seus antigos repertórios. - Eduardo Trauer/Divulgação/ND
2 11

É o caso Os Udigrudis, banda Blame, Expresso Rural (foto), Grupo Engenho e Dazaranha. Ao longo dos anos a música do Estado foi fortalecida também por iniciativas como o Clube da Luta e O Clube, responsáveis por criar espaços para que as bandas se apresentassem.No meio musical, destaca Duda Medeiros, muitas bandas se desfizeram ao longo dos anos. “Manter uma banda é mais difícil que um casamento”, comenta. Mesmo assim, em novas formações os grupos antigos fazem shows apresentando seus antigos repertórios. - Eduardo Trauer/Divulgação/ND

O jornalista Daniel Silva fala ainda na nova geração de músicos catarinenses. As bandas Ponto Nulo no Céu, O Muro de Pedra (foto) e Disaster Cities são exemplos destaque nos últimos anos, atingindo um grande número de ouvintes até fora do Estado. As bandas listadas fazem parte das duas gerações de músicos e resgatam desde sucessos dos anos 80 com shows que uniam pirotecnia às apresentações e os novos grupos que estabelecem parcerias com cantores nacionais. - Divulgação/ND
3 11

O jornalista Daniel Silva fala ainda na nova geração de músicos catarinenses. As bandas Ponto Nulo no Céu, O Muro de Pedra (foto) e Disaster Cities são exemplos destaque nos últimos anos, atingindo um grande número de ouvintes até fora do Estado. As bandas listadas fazem parte das duas gerações de músicos e resgatam desde sucessos dos anos 80 com shows que uniam pirotecnia às apresentações e os novos grupos que estabelecem parcerias com cantores nacionais. - Divulgação/ND

Os shows do Grupo Burn eram marcados pelo uso de efeitos visuais e pirotécnica ainda nos anos 80. A equipe inicial era formada pelos irmãos Márcio Silva e Vitor Célsio e outros membros que ajudavam a construir os cenários de shows e efeitos técnicos. Nos últimos anos, o grupo fez apresentações em festivais como o Rural Rock Festival. O produtor musical Duda Medeiros destaca que o grupo foi um dos pioneiros do rock pesado em Santa Catarina. - Eduardo Valente/ND
4 11

Os shows do Grupo Burn eram marcados pelo uso de efeitos visuais e pirotécnica ainda nos anos 80. A equipe inicial era formada pelos irmãos Márcio Silva e Vitor Célsio e outros membros que ajudavam a construir os cenários de shows e efeitos técnicos. Nos últimos anos, o grupo fez apresentações em festivais como o Rural Rock Festival. O produtor musical Duda Medeiros destaca que o grupo foi um dos pioneiros do rock pesado em Santa Catarina. - Eduardo Valente/ND

A banda Primavera no Dentes foi formada em 1989 em Biguaçu, na Grande Florianópolis. O grupo é lembrado pelo jornalista Daniel Silva por ter participado de programas de veiculação nacional e por terem vencido um prêmio que garantiu a gravação de uma coletânea com outros artistas do país. Entre os sucessos da banda estão as músicas “Capitão do barco” e “Vagabundo” - Divulgação/ND
5 11

A banda Primavera no Dentes foi formada em 1989 em Biguaçu, na Grande Florianópolis. O grupo é lembrado pelo jornalista Daniel Silva por ter participado de programas de veiculação nacional e por terem vencido um prêmio que garantiu a gravação de uma coletânea com outros artistas do país. Entre os sucessos da banda estão as músicas “Capitão do barco” e “Vagabundo” - Divulgação/ND

Destaque na década de 80, a banda Tubarão foi batizada como Ratones logo no início do grupo. A banda foi fundada pelos irmãos Paulo e André May e por Murilo Gelosa, que saiu do grupo seis anos depois deixando a bateria sob o comando de Beto Chede. Em 1984, os músicos foram convidados para gravar um disco junto de grandes nomes nacionais como Herva doce, Lobão e os Ronaldo e João Penca. No livro ““Crime Perfeitcho - Rock dos anos 80”, o autor Rodrigo Mota conta que a mudança no nome aconteceu no mesmo momento a pedido da gravadora. Além desse, a banda ainda gravou outros três discos - Reprodução
6 11

Destaque na década de 80, a banda Tubarão foi batizada como Ratones logo no início do grupo. A banda foi fundada pelos irmãos Paulo e André May e por Murilo Gelosa, que saiu do grupo seis anos depois deixando a bateria sob o comando de Beto Chede. Em 1984, os músicos foram convidados para gravar um disco junto de grandes nomes nacionais como Herva doce, Lobão e os Ronaldo e João Penca. No livro ““Crime Perfeitcho - Rock dos anos 80”, o autor Rodrigo Mota conta que a mudança no nome aconteceu no mesmo momento a pedido da gravadora. Além desse, a banda ainda gravou outros três discos - Reprodução

Euthanasia era o nome adotado pelo grupo de garotos catarinenses que fundaram a banda em 1992. O músico Geraldo Borges destaca que som do grupo tem um ritmo hardcore com adição de elementos eletrônicos. Nos palcos, o grupo já se apresentou com Marcelo D2, Ratos de Porão e Sepultura. Em 2005, a banda passou a se chamar Eutha - Eutha/Divulgação
7 11

Euthanasia era o nome adotado pelo grupo de garotos catarinenses que fundaram a banda em 1992. O músico Geraldo Borges destaca que som do grupo tem um ritmo hardcore com adição de elementos eletrônicos. Nos palcos, o grupo já se apresentou com Marcelo D2, Ratos de Porão e Sepultura. Em 2005, a banda passou a se chamar Eutha - Eutha/Divulgação

As primeiras músicas da Brasil Payaya foram gravadas em Laguna no ano de 1993. A ideia era aproximar as canções instrumentais do público popular. Entre seus discos estão “Brasil Payaya” de 1997, “Esperanza” lançado em 2006 e o DVD “Emancipation” gravado em 2011. A banda também gravou CD’s com a Camerata Florianópolis - Eduardo Valente/ND
8 11

As primeiras músicas da Brasil Payaya foram gravadas em Laguna no ano de 1993. A ideia era aproximar as canções instrumentais do público popular. Entre seus discos estão “Brasil Payaya” de 1997, “Esperanza” lançado em 2006 e o DVD “Emancipation” gravado em 2011. A banda também gravou CD’s com a Camerata Florianópolis - Eduardo Valente/ND

A banda Ponto Nulo no Céu foi fundada em 2007 pelos músicos catarinenses Dijjy, Vinícius, Júlio e Henrique. O grupo tem três discos lançados, sendo o mais recente “Pintando Quadros Invisíveis” lançado em 2016. - Reprodução/Instagram
9 11

A banda Ponto Nulo no Céu foi fundada em 2007 pelos músicos catarinenses Dijjy, Vinícius, Júlio e Henrique. O grupo tem três discos lançados, sendo o mais recente “Pintando Quadros Invisíveis” lançado em 2016. - Reprodução/Instagram

O Muro de Pedra é formado por Victor Pradella, Anderson Kuehne e Thiago Tonini. Com o cantor Rodolfo Abrantes, ex-integrante da Raimundos, o trio gravou uma parceria no disco Joio ou Trigo. Seu primeiro álbum teve os custos pagos por meio de um financiamento coletivo que atingiu um valor maior do que o estimado - Reprodução/Instagram
10 11

O Muro de Pedra é formado por Victor Pradella, Anderson Kuehne e Thiago Tonini. Com o cantor Rodolfo Abrantes, ex-integrante da Raimundos, o trio gravou uma parceria no disco Joio ou Trigo. Seu primeiro álbum teve os custos pagos por meio de um financiamento coletivo que atingiu um valor maior do que o estimado - Reprodução/Instagram

A banda de Chapecó Disaster Cities surgiu a partir da união de três outras bandas. A formação inclui os músicos Matheus Andrighi, Rafael Panegalli e Ian M. Bueno. Seu disco de estreia “Lowa” conta com sete faixas e uma música bônus, com canções de rock alternativo - Reprodução/Facebook
11 11

A banda de Chapecó Disaster Cities surgiu a partir da união de três outras bandas. A formação inclui os músicos Matheus Andrighi, Rafael Panegalli e Ian M. Bueno. Seu disco de estreia “Lowa” conta com sete faixas e uma música bônus, com canções de rock alternativo - Reprodução/Facebook

+

Notícias

Loading...