Dnit volta atrás e acesso à Ponte Pedro Ivo será reformulado neste fim de semana

Atualizado

A reunião entre representantes da Prefeitura de Florianópolis, governo do Estado, Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura) e PRF (Polícia Rodoviária Federal) na tarde desta quinta-feira (27), terminou com a promessa do retorno da segunda faixa na alça de acesso à ponte Pedro Ivo, no Continente, a partir de segunda-feira (1º). Além do retorno das obras, a Secretaria de Obras da Capital, PRF e Dnit formalizaram a criação da Rede de Mobilidade Metropolitana.

Dnit volta atrás e obras no acesso da Ponte Pedro Ivo serão retomadas neste fim de semana – Eduardo Cristófoli/RICTV/ND

De acordo com secretário de Mobilidade da Capital, Michel Mittmann, a ideia é pensar projetos e obras de maneira integrada. “O mais importante é a ação e a reunião de ideias, ouvir a população e buscar soluções. Depois é que vamos assinar contratos e pensar nos projetos”, disse Mittmann.

Motoristas e usuários do transporte coletivo reclamam que, desde que a terceira faixa na Via Expressa foi aberta, na semana passada, o trânsito nas imediações do acesso à Ilha para quem sai do Continente “ficou caótico”. Lotados pela manhã, os ônibus que passam pela avenida Ivo Silveira demoram cerca de 45 minutos para percorrer um trajeto de dois quilômetros.

“Tudo que vem do Continente está terrível. Não tem muita solução, mas deveriam pensar mais nos ônibus e em uma solução de longo prazo”, disse o usuário do transporte coletivo, Dárcio Francisco.

Leia também:

Novos projetos

No futuro, a Rede de Mobilidade Metropolitana também pretende ampliar outras vias na Capital. Segundo o diretor de operações da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Delbi Canarin, entre as proposições há a ideia de fazer uma faixa reversível na ponte Colombo Sales, logo a após a saída da via, e ampliar uma faixa na ponte Pedro Ivo.

O secretário Michel Mittmann afirmou ainda que mais uma reunião deve ser realizada entre o grupo para saber a posição dos envolvidos sobre a criação da faixa reversível. “Provavelmente teremos outra reunião. Se a posição for a favor da reversão, será uma posição mais rápida”, afirmou.

Outra ideia levantada na reunião de ontem seria a criação de mais uma faixa na ponte Pedro Ivo – passaria das atuais cinco para seis faixas. Porém, as faixas ficariam estreitas com, no máximo, 3,60 metros, retardando o trânsito devido à largura das faixas.

Ivo Silveira pode ter faixa exclusiva para ônibus

Após reapresentar o projeto de ampliação da avenida Ivo Silveira, a prefeitura estuda agora tornar uma das faixas exclusiva para o transporte coletivo. Na análise para a tomada de decisão, a Secretaria de Obras informou que irá considerar três novas conjunturas: a terceira faixa da Via Expressa e a reabertura da ponte Hercílio Luz, além das melhorias na própria Ivo Silveira.

De acordo com a prefeitura, a ideia é recuperar pavimento asfáltico, além de implementar ciclovias e sinalização viária. No futuro, a obra irá ligar a Beira-Mar de São José à entrada da Ilha. O edital será apresentado nas próximas semanas e custará aos cofres públicos R$ 11,2 milhões.

Trânsito