Duas construções irregulares são demolidas em Florianópolis

Atualizado

Duas novas operações de demolição em obras irregulares nos bairros Campeche e Rio Tavares, no Sul da Ilha, em Florianópolis, aconteceram neta quinta-feira (13). A primeira obra era um prédio com três pavimentos e a segunda foi a construção de 10 quitinetes.

Construções foram demolidas nesta quinta-feira, no Sul da Ilha – Foto: SMDU/PMF/ND

O prédio foi demolido porque a área permitia apenas construções unifamiliares e aconteceu na manhã desta quinta.

O prédio de três pavimentos já estava sendo anunciado nas redes sociais e era construído em zona que permite apenas uso unifamiliar, ou seja, apenas casas para uma família, conforme o Plano Diretor do Município. A obra, localizada na a Rua Emília Custódio Vieira, no Rio Tavares, foi demolida na manhã desta quinta-feira.

Os futuros apartamentos haviam sido anunciados com 67m², 2 dormitórios e 1 vaga na garagem cada. O anúncio ainda informava a entrega da obra para ainda esse mês. A construção foi embargada, mas o proprietário desrespeitou a decisão do embargo e seguiu com os trabalhos.

Leia também: 

Quitinetes

A outra, na Rua Moraes, no Campeche, também se tratava de uma obra em desacordo com a licença permitida. A obra tinha alvará para duas casas unifamiliares de dois pavimentos, e no local estavam sendo construídas 10 unidades autônomas (quitinetes).

As paredes divisórias internas foram demolidas, e a base da estrutura, como as vigas, foram mantidas. O proprietário será notificado para que a obra possa continuar, desde que de acordo com o projeto aprovado.

A ação faz parte do trabalho de combate aos avanços de construções irregulares pela cidade, e ocorreu com o apoio da Polícia Militar de Santa Catarina.

Geral