Duas mortes violentas registradas nesta segunda-feira na zona Sul de Joinville

Um homem foi morto durante assalto no bairro Itaum e outro foi assassinado em casa no Paranaguamirim

Divulgação/ND

Comerciante Mário José da Rosa, 54 anos, foi baleado e morto durante assalto

Duas mortes violentas foram registradas nesta segunda-feira (14) na zona Sul de Joinville. Uma das vítimas foi o comerciante Mário José da Rosa, 54 anos, baleado e morto durante assalto. O outro caso foi um assassinato no bairro Paranaguamirim. Leandro Franco Karnopp, 22, foi alvejado na casa onde morava. Com estas ocorrências, o número de mortes violentas, que engloba latrocínios e homicídios, chega a 32 em Joinville neste ano.

O latrocínio, morte durante roubo, contra Mário José da Rosa foi por volta das 1h40 na rua Monsenhor Gercino, 1221, bairro Itaum. O local fica próximo à igreja São Judas Tadeu. Segundo a Polícia Militar, Rosa estava na casa de amigos quando ele e mais três pessoas foram rendidos por dois homens armados de revólver. Quando os criminosos anunciaram o assalto, Rosa teria esboçado uma reação e acabou sendo baleado. O tiro atingiu o tórax. Rosa não resistiu e morreu no local.

Os bandidos roubaram objetos da casa, joias, celulares, cerca de R$ 3 mil, antes de fugir levando o carro do comerciante, um Golf, de cor branca, placas FBD-5017, de Joinville. Buscas foram feitas na região, mas ninguém foi detido. A família da vítima não quis conversar com a imprensa. Mário José da Rosa será sepultado nesta terça, às 10h30, no Cemitério Nossa Senhora de Fátima.

Segundo o delegado da Divisão de Homicídios da Polícia Civil, o caso será investigado pela 2ª Delegacia de Polícia Civil de Joinville, a DP do Itaum. Apesar de ser uma morte violenta, o caso não é tratado como homicídio, porque foi um crime contra o patrimônio (roubo) que culminou na morte da vítima.

A outra ocorrência foi no bairro Paranaguamirim. Leandro Franco Karnopp, 22 anos, foi alvejado na casa onde morava, na rua Celito Boeing, por volta das 13h. Segundo a Polícia Militar, dois homens entraram na residência e efetuaram vários disparos contra Karnopp. Após o crime, os dois teriam fugido em um veículo Celta, que outro homem conduzia. Karnopp tinha passagens criminais e esteve detido no Presídio Regional de Joinville, de onde saiu em liberdade provisória em outubro de 2015.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...