Duplicação da BR-470 é prioridade do governo federal e obra será concluída até 2021

Atualizado

Obra de duplicação da BR-470 é prioridade para o governo federal em SC. Foto: Reprodução DNIT

Obra fundamental para o desenvolvimento econômico de Santa Catarina, a duplicação da BR-470 é prioridade do governo federal em Santa Catarina. A garantia foi dada durante encontro dos representantes do Fórum Parlamentar Catarinense em café da manhã com o presidente da República, Jair Bolsonaro, e cinco ministros, nesta quinta-feira, em Brasília

O encontro serviu para cobrar uma série de demandas de Santa Catarina que dependem do governo federal. Os três senadores do Estado e 15 dos 16 deputados federais estiveram presentes. A bancada catarinense saiu do encontro otimista, uma vez que o presidente e os ministros se mostraram dispostos a atender todos os pleitos, diante da maciça votação obtida por Bolsonaro em Santa Catarina.

Dos cinco ministros presentes, Tarcísio Freitas, da Infraestrutura, recebeu as maiores demandas. “Inclusive o presidente chegou a chamá-lo de São Tarcísio. Mas ele conhece bem Santa Catarina, já esteve na BR-470, no Contorno Viário e no aeroporto”, comentou o coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, deputado federal Rogério Peninha Mendonça (MDB).

Além de Freitas, a reunião também foi prestigiada pelo ministro chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, secretário geral da Presidência da República, Jorge Antônio de Oliveira, o secretário de Governo Luiz Eduardo Ramos; e o ministro do gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno.

Após o encontro, o ministro Tarcísio Freitas assegurou a entrega de mais 13 quilômetros da duplicação da BR-470 até o final do ano. “Vamos atuar forte naqueles trechos até Gaspar e, na sequência, nos trechos seguintes, onde tínhamos um pouco mais de dificuldade de desapropriação, fazendo lá o viaduto da Mafisa, o trevo de Pomerode, ou seja, eliminando gargalos, e a ideia é de que até 2021 a gente conclua completamente essa duplicação da BR-470”, declarou

Freitas também assegurou a manutenção de recursos para as obras da BR-285, para atingir 90% dos trabalhos na Serra da Rocinha, e da BR-280, com os 2,1 quilômetros de túnel em Jaraguá do Sul. O ministro também falou que o governo federal está acompanhando de perto as obras do contorno viário da Grande Florianópolis.  “Vamos chamar a Arteris (empresa concessionária) para que apresente o seu cronograma, pois não vamos permitir mais atraso. A gente sabe que isso também é uma prioridade para os catarinenses”, completou.

As obras nas BRs 470, 282 e 285 estavam entre os oito itens apresentados pela bancada catarinense para apreciação do presidente Jair Bolsonaro. As outras cinco demandas foram a manutenção da pista no trecho de Indaial ao entroncamento com a BR-116, em São Cristovão do Sul; recursos para revitalização da BR-282,  dinheiro para reconstrução da BR-163 entre São Miguel do Oeste e Dionísio Cerqueira, além de atenção aos portos e aeroportos e mais recursos para manutenção das barragens de contenção de cheias no interior do Estado.

Em relação aos aeroportos, Freitas informou os processos de concessão dos aeroportos de Joinville e Navegantes serão concluídos em 2020, e que haverá investimentos na aviação regional em Chapecó e Joaçaba.

Uma nova reunião do Fórum Parlamentar Catarinense com o presidente da República já está agendada para daqui quatro meses para avaliar como as demandas apresentadas caminharam. O senador Dário Berger (MDB) lembrou ao presidente que Santa Catarina produz cerca de R$ 50 bilhões por ano e recebe em troca perto de R$ 8 bilhões. Para ele, a quinta economia do país precisa ter um tratamento diferente. “Esse diferencial nos credencia a exigir da Presidência da República um retorno mais adequado paras as nossas dificuldades”, declarou, na saída do café da manhã

A deputada federal Caroline de Toni (PSL-SC) reiterou a necessidade de infraestrutura para que o Estado produza ainda mais. “O que catarinense quer não é assistencialismo, mas infraestrutura pra escoar sua produção”, explicou a parlamentar.

Política