É possível acabar com as dores da Endometriose? Saiba detalhes sobre o tratamento

Especialista explica como são os tratamentos e as cirurgias nos casos mais complexos da doença. Dr. Ygor Vieira de Oliveira, ginecologista da Noova Oncologia, fala sobre as tecnologias que surgem em busca de soluções para os sintomas

Dr. Ygor Vieira de Oliveira, ginecologista da Noova Oncologia – Foto: Divulgação

“É uma doença do tecido de dentro do útero, o endométrio, que se instala na cavidade abdominal, gerando uma inflamação nos tecidos, que vão levar a aderências e dores crônica que pioram no período menstrual. Forma um ciclo de inflamação, e dores todos os meses”, explica o especialista.

Observa o médico que “Se você não pensar no sintoma pelas queixas da paciente, a tendência é ela não ter o diagnóstico precoce e a doença ir piorando. Os exames rotineiros ginecológicos trazem a suspeita deste diagnóstico, que pode ser confirmado com exames mais específicos”.

Dr. Ygor recebe as pacientes encaminhadas pelos colegas ginecologistas já com suspeita clínica da doença e opera os casos mais complexos, chamados de endometriose profunda.

“Quando há o acometimento de outros órgãos, como bexiga, intestino, ligamentos que sustentam o útero, nervos, ureter, que leva a urina até a bexiga, fazemos as cirurgias mais complexas”, explica.

Doença incapacitante

Imagem que demonstra a ocorrência da Endometriose – Foto: Divulgação

Dr. Ygor revela que trata em média cerca de seis ou sete casos de endometriose profunda por mês.

“As pacientes com esta doença têm ciclos menstruais muito dolorosos. O período de menstruação as leva a emergências e hospitais em decorrência da dor. Muitas vezes, tira do ambiente de trabalho, do ambiente doméstico, e essa paciente todo mês precisa procurar um serviço para alívio da dor. É uma doença bem incapacitante”.

Com a cirurgia, consegue-se resolver muito da questão da dor. Uma melhora importante. Às vezes, a resolução é total. Algumas vezes é um alívio enorme, que ela pode voltar às atividades normais.

“A cirurgia em si é complexa, às vezes demorada, feita por videolaparoscopia, uma forma minimamente invasiva. A videolaparoscopia avançada permite menores sequelas e uma recuperação mais rápida”, explica o especialista da Noova, que já fez vários cursos no exterior sobre este assunto.

Segundo o médico, dependendo da gravidade da endometriose, essas pacientes vão levar 15 a 30, ou 45 dias na recuperação.

“Para prevenção, deve-se suspeitar nas pacientes que têm histórico de ciclos menstruais muito dolorosos, desde a juventude, e investigar. Uma das formas de prevenção é o uso dos anticoncepcionais. Ele teria uma ação sobre a proliferação das células do endométrio”, lembra.

A endometriose, apesar de ter um comportamento muito agressivo, às vezes simulando o comportamento de um câncer, ela não mata, mas é muito incapacitante, por causa da dor e por causa dos órgãos que ela acomete.

Órgãos como intestino e bexiga também são afetados, e isso traz um transtorno enorme. “Pode ser confundida com infecções, inflamações crônicas intestinais, que devemos descartar, entre outros sintomas na região”, diz o médico.

Quem é Dr. Ygor Vieira de Oliveira?

Fundador da Noova Oncologia, é formado pela UFSC. Fez a residência em ginecologia e obstetrícia na Maternidade Carmela Dutra e depois, foi fazer as especializações em Oncologia e Mastologia em São Paulo.

Especializou-se na parte cirúrgica, fazendo cursos de formação de dissecção de nervos para tratamento da Endometriose e do Câncer nos Estados Unidos, na Universidade de Saint Louis, Missouri. Lá, fez dois cursos de aprimoramento em cirurgia laparoscópica para endometriose profunda.

O médico viaja ao exterior seguidamente, para cursos de atualização nas áreas em que atua.

 

Sobre a Noova Oncologia

A clínica tem 18 profissionais especialistas na área. São oferecidas consultas nas especialidades de Cardiologia, Cirurgia Oncológica, Cirurgia Plástica, Cirurgia Torácica, Endocrinologia, Fisioterapia, Ginecologia e Obstetrícia, Mastologia, Nutrição, Oncologia Clínica e Urologia.

Oferece infusão de medicamentos quimioterápicos e apoios terapêuticos, de nutrição e fisioterapia. Realiza cirurgias nas especialidades de Ginecologia, Mastologia, Oncologia Plástica, Torácica e Urologia.

O grupo atua há 10 anos em conjunto e, atualmente, atende cerca de 700 pacientes por mês.

Texto: Alessandra Cavalheiro / Jornalista / Mtb 9775

Dr. Ygor Vieira de Oliveira
CRM/SC 9000 Mastologia –  RQE 8061
Ginecologia e Obstetrícia – RQE 6298

Saiba Mais:

Noova Oncologia
Presidente Coutinho, 348 – Centro, Florianópolis
Telefones: (48) 3037-4300 – 3024-5300
WhatsApp: (48) 9 9631-5051

contato@noovaoncologia.com.br

Mais conteúdo sobre

Saúde Mais