Florianópolis terá mais equipes de saúde da família até o início de 2020

Atualizado

Equipes de saúde da família aumentaram de 126 , registradas no início de 2018, para 142 neste ano

“Antes, muitas vezes, eu abria mão do meu horário de almoço para ir a uma unidade de saúde e verificar como estava a situação das minhas consultas e exames. Agora consigo fazer isso da minha casa ou trabalho. Estou muito feliz com a decisão da Prefeitura de Florianópolis de oferecer uma ferramenta online para nós que utilizamos o sistema de saúde municipal. Eu já consegui agendar e realizar todos os exames que precisava”, afirma Karina da Rosa, moradora do Centro da Capital.

Ela se refere ao novo portal para a verificação de espera de consultas e exames agendados lançado neste mês pelo município. De acordo com a Secretaria de Saúde de Florianópolis, essa consulta era divulgada apenas pelo Governo do Estado, mas passou a ser publicada também pelo município. “Isso possibilita uma atualização em tempo real e, a partir do CPF (Cadastro de Pessoa Física) ou número do cartão Nacional do SUS (Sistema Único de Saúde), o usuário também poderá visualizar o encaminhamento original para o procedimento”, afirma João Paulo Mello da Silveira, gerente de Atenção Primária à Saúde do órgão.

A mudança faz parte de uma série de ações que têm por objetivo a melhoria do sistema de informação da secretaria e a integração dos sistemas.  “Estamos executando a política de regulação em saúde de Florianópolis centrada na pessoa, buscando a melhoria da qualidade e facilitando o acesso aos serviços de saúde de média e alta complexidade”, explica Edenice Reis da Silveira, Diretora de Inteligência em Saúde, da Secretaria de Saúde. Os serviços on-line estão disponíveis no endereço: https://res.pmf.sc.gov.br/lista-publica.

Essa é apenas uma das iniciativas que receberam investimento na área de saúde neste ano. “Assinamos a ordem de serviço para a construção e reforma de unidades de saúde neste ano, aumentamos o número de equipes que fazem o atendimento familiar, implantamos o agendamento de consultas, um projeto piloto em que a pessoa pode escolher em que posto quer ser atendida em algumas comunidades. Saúde é prioridade e estamos sempre aprimorando os serviços para garantir mais qualidade de vida à população”, afirma o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro.

Centro de saúde do Pantanal foi um dos que tiveram o horário de atendimento estendido em 2019

 Mais equipes e horário ampliado

De acordo com João Paulo Mello da Silveira, o horário de atendimento dos postos de saúde foi ampliado e as unidades de saúde agora atendem também durante o horário de almoço. “Há um ano e meio, nas unidades de atenção primária à saúde, a população era atendida das 8h às 12h e das 13h às 17h. Isso acabava prejudicando quem tinha apenas essa janela do horário do meio-dia para ir a uma consulta ou exame. Hoje, das 49 unidades da cidade, nenhuma fecha neste horário. O horário em que os postos ficam abertos também teve uma expansão progressiva ao longo do ano. Hoje, 40 unidades abrem a partir das 7h e 20 unidades permanecem de portas abertas  das 7h às 19h”, explica.

Ainda de acordo com o município, as equipes de saúde da família aumentaram de 126 , registradas no início de 2018, para 142. Hoje, operam com uma equipe a mais as unidades da Vargem Grande, Pantanal, Jurerê, Trindade, Córrego Grande, Rio Tavares, Campeche, Alto Ribeirão, entre outras. “A intenção é aumentar esse número para 151 equipes e, por meio do concurso público já realizado, estamos prevendo chamar os concursados em janeiro de 2020. Teremos 26 médicos de família a mais que virão desse concurso. Isso fará muita diferença no atendimento”, explica o gerente.

Certificado internacional contra a febre amarela

Outra iniciativa implantada pelo município neste ano foi o início da emissão do certificado internacional contra a febre amarela. Antes, o certificado era emitido apenas pela Anvisa e pelo aeroporto, mas agora os moradores da Capital que planejam viajar para países que exigem esse comprovante da vacina contra a doença já podem retirar o documento nas 49 unidades de saúde da cidade.

Para retirar o documento, antes de ir até a unidade de saúde solicitar a emissão, é preciso preencher um cadastro no site Saúde do Viajante. Em seguida, o usuário  pode procurar um dos postos do município com o documento de identidade e a carteirinha de vacinação em mãos. Todas as unidades de saúde e Florianópolis oferecem a vacina contra a febre amarela, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Obras do Centro de Saúde do Alto Ribeirão começaram neste mês na região Sul da Ilha

Centro de saúde do Alto Ribeirão

Ainda neste mês de outubro, o  prefeito Gean Loureiro assinou ordem de serviço para a obra do novo Centro de Saúde Alto Ribeirão, na região do Sul da ilha. A obra é uma demanda antiga da comunidade, que a partir de agora terá uma nova unidade  com capacidade para atender 7.500 pessoas. O centro de saúde terá 12 consultórios, três equipes (com viabilidade física para 4), e 713m². O investimento na obra é de R$2.341.877,06 e o prazo estimado de conclusão é de 12 meses.

O Secretário da Saúde de Florianópolis, Carlos Alberto Justo da Silva, explica que o novo Centro de Saúde Alto Ribeirão  atenderá demandas reprimidas dos Centros de Saúde do Morro das Pedras, Tapera, Ribeirão, mas, principalmente, da população que hoje reside no Alto Ribeirão e ainda não acessam regularmente os serviços de saúde.  “Contamos com dois consultórios atualmente no CS Alto Ribeirão e passaremos a contar com 12 no novo local, além de dois consultórios odontológicos. Um aumento significativo para a população”, avalia.

Conforme determina a Lei Municipal nº 10.199, de 27 de março de 2017, a Prefeitura Municipal de Florianópolis informa que a produção deste conteúdo não teve custo, e sua veiculação custou R$2.000,00 reais neste portal.

Prefeitura de Florianópolis