Em estado grave, 14 pacientes intoxicados por cerveja correm risco de morte

Atualizado

As 14 pessoas que estão hospitalizadas devido a uma intoxicação causada por contaminação por dietilenoglicol estão em estado grave e correm risco de morte, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde. Todos eles ingeriram a cerveja Belorizontina, da Backer.

Dois lotes da Belorizontina foram contaminados – Foto: Cervejaria Backer/Instagram/Divulgação

Perícias realizadas pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento encontraram dietilenoglicol e monoetiloglicol em, ao menos, oito marcas de cerveja da empresa.

Em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (17), representantes dos órgãos municipais e estaduais da área da saúde confirmaram 18 casos. Quatro pessoas não resistiram aos efeitos da intoxicação e morreram.

Leia também:

As autoridades da área da saúde ainda não sabem se pacientes intoxicados e que sobreviverem terão sequelas causadas pela contaminação. A intoxicação por dietilenoglicol é rara e os últimos casos aconteceram há mais de 40 anos no Brasil.

Brasil