Em meio a coronavírus, febre amarela avança e tem seis casos confirmados em Santa Catarina

Atualizado

Enquanto o coronavírus aparece no centro da discussão sobre saúde pública no Brasil, a febre amarela avança. Conforme o mais recente boletim da Dive/SC (Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina), o Estado tem seis casos confirmados da doença em humanos.

Dois pacientes tiveram o diagnóstico positivo para a doença na tarde de quinta-feira, 27. Um morador de Pomerode, 47 anos, que está internado no Hospital Nereu Ramos, em Florianópolis e outro paciente de Indaial, 50 anos, internado no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, de Joinville.

Com os novos casos, a distribuição de pacientes confirmados com febre amarela no Estado fica da seguinte maneira:

  • Pomerode (2)
  • Blumenau (1)
  • Jaraguá do Sul (1)
  • São Bento do Sul (1)
  • Indaial (1)

Mosquito é transmissor da febre amarela – Foto: Fiocruz/Divulgação

Estado tem 122 casos de animais em investigação

Até o mais recente boletim da Dive/SC, Santa Catarina tinha 122 casos de mortes de animais em investigação. O protocolo é aplicado quando há suspeita de que estes animais, principalmente macacos, tenham sido acometidos pela febre amarela.

Os macacos não transmitem a doença, mas ajudam a mapear os locais em que há circulação do mosquito transmissor.

Leia também

Os municípios com mais notificações em investigação são Campo Alegre (23), Blumenau (28), Florianópolis (16) e Pomerode (14).

Confira abaixo a tabela com as cidades que registraram mortes suspeitas de animais:

Febre amarela – Foto: Dive/Divulgação

Mais conteúdo sobre

Saúde