Em um ano, 60 cavalos foram resgatados das ruas de São José, na Grande Florianópolis

Atualizado

Uma égua resgatada em São José, na Grande Florinaópolis, pariu um potro na Cavalaria da Polícia Militar localizada na cidade. O potrinho tem dois meses e ainda não recebeu um nome de seus tratadores. Ele e a mãe podem ser adotados por quem quiser e comprovar que tem condições de mantê-los.

Potro nasceu há dois meses. – Foto: Divulgação/Cavalaria/ND

Em agosto do ano passado, a Fundação de Meio Ambiente de São José fez um convênio para que os equinos resgatados nas vias publicas da cidade fossem alojados nas baias da Cavalaria. Lá eles recebem alimentação e cuidados adequados. Quando os animais estão doentes são tratados por um médico veterinário da prefeitura.

Nesse período do convênio, já foram resgatados e alojados na Cavalaria 60 equinos. O número de animais adotados é significativo: 24 ganharam um novo dono.

Nem todos animais retirados das ruas foram abandonados pelos donos, alguns foram parar na rua por descuido. Nesses casos, o dono pode reaver o animal desde que comprove a propriedade e se comprometa a cuidar adequadamente do equino. Situações assim ocorreram com 13 animais, de acordo com o capitão Fernando Bessa, da Cavalaria de São José.

Atualmente estão alojados na Cavalaria de São José 13 equinos.

Como adotar

A adoção é feita por meio da Fundação do Meio Ambiente, por isso, o interessado em adotar um equino deve comparecer à sede do órgão com documentos pessoais e comprovante de endereço pessoal. Caso o local onde o animal ficará alojado seja diferente do endereço residencial, é necessário um comprovante da localização da baia.

O candidato também precisará fazer um requerimento de próprio punho, indicando o motivo do interesse e se comprometendo em cuidar do animal. Um fiscal da fundação visita o local e após aprovação o animal pode ir para o novo lar.

O endereço da Fundação de Meio Ambiente é rua Cauassú, Jardim Botânico, bairro Potecas. Telefone: 3288-4313.

Meio Ambiente