Emasa identifica barragem clandestina no rio Camboriú

Atualizado

Depois de emitir um comunicada na manhã desta quarta-feira (1) afirmando que Balneário Camboriú pode sofrer com a falta de água, técnicos da Emasa identificaram a construção de barragens irregulares no rio Camboriú.

Durante a fiscalização permanente nas margens do rios, foram flagradas barragens feitas com argila e pneus, desviando água que deveria seguir para a captação e abastecimento em Balneário Camboriú e Camboriú.

Barragem clandestina teria o objetivo de prejudicar o abastecimento de água na cidade – Foto: Emasa/Divulgação

Para o diretor-geral da Emasa, Douglas Costa Beber, a barragem deve ter sido feita por profissionais. O objetivo seria prejudicar o abastecimento de água para as pessoas.

Leia também:

Após o flagrante, a polícia ambiental foi acionada e um Boletim de Ocorrência será feito para investigar o caso.

Beber também afirmou que as quadras de arroz foram abertas, graças a um acordo com os rizicultores, e por enquanto o abastecimento de água está mantido em Balneário Camboriú. Entretanto, devido a estiagem e ao alto consumo de água neste período, é necessário que a população economize água.

A Emasa solicita que a população não desperdice e economize água neste período. Deve-se priorizar o uso para consumo humano e necessidades básicas.

Meio Ambiente