Empréstimo de quase R$ 1,7 bilhão para Santa Catarina é aprovado

Atualizado

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina aprovou na tarde desta terça-feira (24), em sessão extraordinária virtual, o projeto que autoriza o governo catarinense a fazer empréstimo de US$ 344,7 milhões (o equivalente a mais de R$ 1,7 bilhão, no câmbio atual) junto ao Bird (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento).

Deputado Julio Garcia preside a sessão, realizada de forma remota, nesta terça-feira (24) – Foto: Daniel Conzi/Agência AL

A proposta, que tramitava em regime de urgência com o número PL 431/2019, foi aprovada por 30 votos a nove.

A matéria, encaminhada pelo Poder Executivo em novembro do ano passado, estabelece que os recursos serão obrigatoriamente aplicados na liquidação da dívida externa do Estado, contraída no Bank of America em dezembro de 2012.

O governo argumenta que a operação de crédito junto ao Bird é mais vantajosa para os cofres do Estado que o empréstimo do Bank of America. E implicará, portanto, em diminuição no valor que Santa Catarina desembolsa para pagar essa dívida.

O projeto teve que ser votado pelos deputados, pois, por estar em regime de urgência, impedia, conforme o regimento interno da Alesc, a apreciação de outros projetos.

Leia também:

Com a aprovação, o Parlamento pode deliberar, já a partir desta quarta-feira (25), proposições que tratam do enfrentamento à pandemia do novo coronavírus no Estado.

Os 40 parlamentares que integram a Assembleia participaram da sessão virtual. O presidente, deputado Julio Garcia (PSD), destacou a mobilização dos deputados num momento delicado para Santa Catarina.

“A Assembleia diz mais uma vez sim à sociedade que ela representa. É dessa forma que nós vamos vencer o desafio que estamos vivendo”, disse.

“Temos certeza que vamos superar essa doença. Já enfrentamos todo tipo de adversidade. Não vai ser essa que vai nos derrubar.”

Mais conteúdo sobre

Economia