Energia solar é acessível e econômica, uma realidade para indústrias e comércios

Atualizado

Os painéis fotovoltaicos podem produzir até 100% da energia exigida, gerando economia de até 95% nas faturas. Se o consumo da unidade for menor do que a energia gerada, pode ser entregue à companhia de luz e utilizada posteriormente em forma de crédito na conta de luz.

 

O payback – tempo necessário para pagar o investimento com a economia de energia, é em torno de cinco anos. Os painéis fotovoltaicos possuem manutenção mínima, o que reduz os custos para manter o equipamento. Além de não emitir poluentes para o meio ambiente e contribuir com o crescimento de cidades mais sustentáveis, as energias renováveis estão ganhando espaço nas construções menores, como residências e estabelecimentos comerciais.

 

Em projeto executado pela Quantum Engenharia, catarinense no setor de energia solar, o ganho ambiental e de sustentabilidade da empresa de cosméticos profissionais Di Colore, de Brusque (SC), foi equivalente a 607 unidades de árvores plantadas no período de 22 meses. Foram instalados 78 módulos de painéis fotovoltaicos para suprir a necessidade da Di Colore, que hoje possui economia de 70% em energia elétrica.

 

“São muitas as vantagens financeiras e ambientais ao se optar pela geração de energia solar. Vivemos em um país com abundância de recursos naturais e que necessitam ser mais bem aproveitados”, afirma Gilberto Vieira Filho, presidente da Quantum Engenharia.

 

A Quantum também é responsável pelo fornecimento e instalação do sistema fotovoltaico que abastece uma residência em Santo Antônio de Lisboa, Florianópolis, amparada em um conceito sustentável, com telhado verde, aproveitamento da água da chuva entre outros itens. A casa tem minigeração autônoma de energia elétrica equivalente a 18 módulos fotovoltaicos de 245 kilowatts/hora, o suficiente para abastecer toda a residência e ainda gerar créditos na conta de luz.

A empresa, especialista em instalações fotovoltaicas tem percebido o aumento na procura por essas instalações, tanto que registrou incremento de 580% em vendas de sistemas de energia solar distribuída, em 2017.

 

As energias renováveis são um caminho promissor para a economia. As projeções mostram que nesse ramo estão os postos de trabalho de um futuro muito próximo. O setor de energia solar, por exemplo, promete gerar 100 mil novos empregos diretos e indiretos no Brasil até 2020. Para o mesmo ano, a estimativa é de cerca de cinco mil novas empresas criadas para atender ao crescimento da demanda por sistemas de geração de energia solar, de acordo com o Portal Solar, especialista da área.

 

Limpa e econômica, essa alternativa conquista cada vez mais espaço. O Centro Empresarial Terra Firme, em São José (SC), recebeu o projeto de energia solar e eficiência energética, com 222 painéis fotovoltaicos para a geração da energia solar e a substituição de 1707 lâmpadas florescentes com tecnologia convencional por lâmpadas LED e 5 luminárias de lâmpadas de descarga por tecnologia LED. O Terra Firme é pioneiro no estado na implantação destes sistemas, que agregam economia e sustentabilidade.

 

“A opção pela energia fotovoltaica por instituições tem a contribuir muito com a expansão do acesso e com a compreensão, do consumidor brasileiro, de que a energia solar é um caminho importante para tornar nosso país referência em sustentabilidade e cuidado com o meio ambiente”, explica Gilberto.

http://materiais.quantumengenharia.net.br/orcamento-energia-solar

Geral