Enfim, o Marcílio Dias foi visto em 2016 e será que o efeito PROFUT pode chegar ao Gigantão?

Reservas do Camboriú ficam no zero a zero com Marinheiro que agora diz pensar na Copa SC e indícios de que o PROFUT pode paralisar o futebol profissional do Marcílio. A "velhaquice" de tempos atrás pode ter resultado trágico em breve

NO INSTITUTO FEDERAL

Em uma tarde quente de segunda-feira, o time do Marcílio Dias foi a Camboriú e enfrentou os reservas e alguns jogadores ainda fora de ritmo do Camboriú FC. Segundo, o técnico marcilista Edson Neguinho, o Marinheiro levou um time formado por jogadores abaixo dos 20 anos de idade e alguns atletas mais experientes. Apesar da correria, da vontade, de alguns lances mais ríspidos e de poucas chances criadas para os dois lados, o jogo ficou em um zero a zero, bastante chato.

Marcelo Nunes/RICTV

TUDO IGUAL – Camboriú e Marinheiro não saíram do zero a zero

Tirando questões emocionais que são compreensíveis pela saudade das atuações do time, o marcilista que reclamou pelos portões fechados para o jogo, não perdeu nada, tecnicamente falando.

VALE A REFLEXÃO

O Camboriú FC tem uma história recente com apenas 13 de fundação, vai jogar a Série A do Campeonato Estadual e nesta segunda-feira, usou em um jogo-treino, seus reservas e atletas de base, contra um time tido como principal de uma cidade muito maior economicamente falando,com muito mais torcida, mais tradição e conquistas. 

Mas que  pelas históricas gestões desastrosas, pelos jogadores descompromissados que passaram por Itajaí nos últimos tempos, vai jogar uma deficitária e triste, segundona do futebol catarinense, apenas três anos de completar seu centenário.

Isso é grave e triste, muito triste!

TETO

De fonte quente. O teto salarial do Camboriú na temporada atual é de R$ 8 mil mensais. No Marcílio Dias galáctico da temporada 2015, essa grana não chegava a 50% do salário de medalhões como Athos e Schwenck.

DISCURSO

O discurso no Marinheiro agora, é que o time se prepara em primeiro lugar para a Copa SC que começa no fim de março e que nesse ano vai ter moldes olímpicos, digamos… Com a participação de equipes com jogadores abaixo dos 20 anos e apenas três atletas, acima da idade. O congresso técnico, inclusive aconteceu nesta segunda-feira na FCF.

Marcelo Nunes/RICTV

DUELO – Jogo-treino aconteceu no campo do Instituto Federal 

Portanto torcedor fique frio, segundo o treinador do Marinheiro, o time que aí está não vai jogar a Série B Estadual no segundo semestre. Apenas, os garotos que se destacarem. O grupo principal, aquele com alguns atletas apresentados em dezembro tem vários jogadores emprestados para disputarem os estaduais Brasil afora e voltam pra cá no segundo semestre.

Além, é claro, de jogadores de Camboriú, Brusque, Guarani, Inter de Lages que ficarem sem calendário no segundo semestre.

É assim, que funciona a coisa no futebol barriga-verde.

BARROSO/LITORAL

De um funcionário da FCF, a vaga do time na segundona em 2016, ainda não foi homologada. Pelo menos no momento, para a Federação a  possibilidade de clássico esse ano é nula. Mas, isso pode mudar e rápido. Vamos esperar pra ver.

EM XEQUE?

Em meio a tantas bolas foras, o Governo Federal deu uma dentro recentemente e criou o PROFUT – o Progama Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro que:

… permite o parcelamento de dívidas tributárias e não tributárias de dívidas de clubes de futebol com a União em até 240 meses (20 anos). Em troca, as entidades esportivas precisam adotar critérios de transparência, de equilíbrio financeiro e de melhoria de gestão, como fixar mandato de quatro anos para os cargos eletivos de direção e publicação na internet de prestação de contas com auditoria independente…”

Em resumo, o Governo vai parcelar as dividas pesadas do clubes com a União e exigir em termos simples,transparência na gestão, pagamento de direitos trabalhistas como o FGTS e outras obrigações, sob pena de rebaixamento ou até paralisação das atividades profissionais.

111 clubes de todo país aderiram ao programa e não se tem a informação de que o Marcílio Dias tenha entrado entre os clubes.

Dos grandes de SC, a Chapecoense com a casa em ordem, optou por não entrar no programa.

Roberto Stuckert/PR

SANCIONADA – Presidente Dilma Rousseff na cerimônia que oficializou o PROFUT em Brasília

Mas segundo, o presidente do Conselho Deliberativo do Marinheiro, Almir César Vieira, mesmo sem aderir ao PROFUT, o Marcílio vai ter sim que por a casa em ordem, é uma espécie de efeito cascata no futebol brasileiro…

‘Independente de o Clube ter aderido ou não ao Profut é preciso apresentar certidões negativas de débitos tributários, trabalhistas e de quitação do FGTS, Neste sentido as diversas federações de futebol deram prazo para os Clubes apresentarem, sob pena de não participarem das suas competições”, explica o presidente do Conselho que já deveria ter assumido o posto em uma rede social.

Porém, uma manobra de aliados da CBF junto ao partido PHS, coloca essa decisão de uma possível paralisação das atividades do profissional do Marcílio Dias nas mãos do STF, mais precisamente do ministro Teori Zavascki.

O pedido do deputado Marcelo Aro (PHS-MG) pede:

“… anulação de partes dos artigos de 24 a 27, além de trechos do 38 e 40. Assim, ação visa acabar com a necessidade de CND para disputar campeonatos e a possibilidade de rebaixamento de clubes que não a obtiverem. Alega que, com a lei, não é respeitado o critério técnico…”

CND = Certidão Negativa de Débitos.

Publicado no blog do jornalista Rodrigo Mattos do portal UOL em 22.01.2016:

http://rodrigomattos.blogosfera.uol.com.br/2016/01/21/na-justica-parceiros-da-cbf-dizem-que-nao-havera-futebol-com-lei-profut/

Agora, fica a expectativa pela decisão do ministro Zavascki que curiosamente é catarinense de Faxinal dos Guedes.

Divulgação/EBC

TEORI – Ministro do STF vai julgar ação de partido que tenta derrubar pontos do PROFUT

Em off, a atual diretoria marcilista já disse mais de uma vez que trabalhou e que conseguiu regularizar boa parte das pendências do clube com débitos trabalhistas como ações e depósitos de FGTS. Mas será que foi suficiente?

É hora de abrir a caixa preta marcilista, o conselho precisa ter espaço e trabalhar em conjunto com a diretoria, o reflexo da “velhaquice” de tempos atrás pode aparecer agora e paralisar o futebol profissional de Itajaí.

Com a palavra, a diretoria executiva.

Loading...