Preços nos estacionamentos privados do Centro de Florianópolis aumentam até 40%

MultiPark aumentou após comprovar melhorias solicitadas pela prefeitura, Aflov reajustou valor ao mercado

O valor dos estacionamentos privados de Florianópolis foram reajustados. Dos cinco espaços administrados pela empresa MultiPark, dois já tiveram aumento no valor da fração de hora, passando de R$ 2,50 para R$ 3,50. Os outros três devem ser reajustados neste semestre. Os dois estacionamentos geridos pela Aflov (Associação Florianopolitana de Voluntários) também tiveram aumento, de R$ 3,50 para R$ 5.

Marco Santiago/ND

Melhorias como pavimentação e sinalização são requisitos para o reajuste dos valores cobrados

Dois dos cinco estacionamentos administrados pela MultiPark tiveram 40% de aumento nos últimos três meses. O valor na unidade em frente à Assembleia Legislativa de Santa Catarina subiu em fevereiro, já no espaço em frente ao terminal Rita Maria houve aumento em janeiro. A previsão de reajuste nos outros três locais está prevista ainda para o primeiro semestre de 2014. “Os aumentos estavam previstos no contrato de concessão com a Prefeitura de Florianópolis, assim que as melhorias fossem executadas. Recebemos a ordem de serviço em março de 2013, e a partir daí começamos a fazer os reparos solicitados. Os estacionamentos que apresentaram as obras concluídas e validadas pela prefeitura municipal tiveram o reajuste tarifário autorizado, passado de R$ 2,50 a hora para R$ 3,50”, explicou o gerente regional de operações da empresa Odirley Angulo.

As melhorias executadas são referentes à automação, construção de áreas de atendimento, banheiros e guaritas, demarcação das vagas, drenagem, colocação de grades, iluminação, pavimentação, entre outras. A partir daí, o valor pôde subir.

Já nos espaços administrados pela Aflov, ao lado do TAC (Teatro Álvaro de Carvalho) e no antigo Terminal Cidade de Florianópolis, o reajuste de R$ 1,50 ocorreu em setembro de 2013, condicionado ao preço do mercado. De acordo com o administrador jurídico da Aflov, Aroldo Ouriques, os espaços geridos pela associação de voluntários estão regulares junto ao Executivo. “Muitas pessoas confundem nossos funcionários com flanelinhas, mas nossos trabalhadores só transitam dentro da área do estacionamento e estão sempre uniformizados”, ponderou Ouriques.

“Temos que nos adaptar, não temos escolha”

Marco Santiago/ND

Parte da população acredita que as melhorias não são suficientes diante da falta de opção. “Antes o preço era um pouco mais em conta, mas agora temos que nos adaptar, pois não temos escolha. Não queremos deixar o carro na rua porque fica à mercê de falta de segurança pública. Acho exagerado o valor, fico três horas na empresa, controlando para não passar do horário e ter que pagar mais”, ponderou a executiva Karin Henkel.

“Pesa no bolso para quem trabalha no Centro”

Marco Santiago/ND

Usuários também relatam que, diante do reajuste do valor da hora da Zona Azul, o preço dos estacionamentos acaba se tornando quase igual. “A diferença é muito grande no preço do estacionamento da Capital para outras cidades no interior do Estado. Mas não temos opção, porque ou estacionamos na Zona Azul, que também aumentou o preço, ou paramos nos locais privados. Está cada vez mais caro, e pesa no bolso para quem tem que vir trabalhar no Centro todos os dias”, reclamou a representante de vendas Ana Machado Soares.

Os reajustes de preços

MultiPark

Área 1 – Localizada na rua Dr. Frederico Rolla, de esquina com as ruas Bento Gonçalves e Padre Roma: obras de melhorias serão concluídas nos próximos 20 dias, reajuste consequente de R$ 2,50 para R$ 3,50.

Área 2 – Localizada na rua Dr. Frederico Rolla, de esquina com a rua Bento Gonçalves, em frente à passarela de acesso ao Terminal Rita Maria: passou por reajuste em janeiro de 2014, de R$ 2,50 para R$ 3,50.

Área 3 – Localizada na avenida Paulo Fontes, esquina com a rua Deputado João Bertoli: passa por obras de melhorias que devem ser concluídas em 90 dias, reajuste consequente de R$ 2,50 para R$ 3,50.

Área 4 – Localizada na avenida Gustavo Richard, ao lado do CentroSul: passa por obras de melhorias que devem ser concluídas em 90 dias, reajuste consequente de R$ 2,50 para R$ 3,50.

Área 5 – Localizada na travessa Syriaco Atherino em frente à Assembleia Legislativa: passou por reajuste em fevereiro de 2014, de R$ 2,50 para R$ 3,50.

Aflov

Área 1 – Localizada ao lado do TAC, na rua Marechal Guilherme, no Centro da Capital: passou por reajuste de preço em agosto de 2013, de R$ 3,50 para R$ 5,00.

Área 2 – Localizada no espaço ocupado pelo antigo Terminal Cidade de Florianópolis, no Centro da Capital: passou por reajuste de preço em agosto de 2013, de R$ 3,50 para R$ 5,00.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Notícias

Loading...