‘Está tudo sob controle’, diz ministro do Paraguai após fuga em massa

Atualizado

Mesmo sem recapturar nenhum dos 75 presos que fugiram da penitenciária de Pedro Juan Cabelleiro, na fronteira com Ponta Porã (MS), o ministro do Interior do Paraguai, Euclides Acevedo, usou o Twitter na noite deste domingo (19) para dizer que “está tudo sob controle”.

Segurança em presídios foi reforçada – Foto: Ministério do Interior do Paraguai/Divulgação/ND

“Esta é a mensagem que quero transmitir ao público. Agora, o desafio da Polícia Nacional é recuperar os fugitivos”, escreveu o ministro.

Na manhã deste domingo, 40 presos brasileiros e 35 paraguaios escaparam da prisão por um túnel. A fuga teria sido orquestrada pela facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital) e, conforme as investigações iniciais das autoridades paraguaias, contou com apoio de agentes penitenciários.

Leia também:

Mais cedo, Acevedo havia dito que suspeitava que os funcionários do presídio haviam facilitado a fuga de presos ao longo da semana e outros detentos fugiram no domingo, pelo túnel.

A ministra de Justiça do país vizinho também concedeu entrevistas ao longo do dia e afirmou que 30 agentes penitenciários que trabalham na unidade que aconteceu a fuga foram detidos. Uma investigação vai apontar se houve e qual foi a participação dos funcionários.

O governo paraguaio ainda anunciou o reforço na segurança dos presídios do país com presença do PCC e iniciou trabalhos para recapturar os fugitivos.

Mais conteúdo sobre

Mundo